Defensores de animais marcam ato público na porta do CCZ para segunda-feira (9)

Crédito: Gustavo Cavalcanti/Cortesia)

(Crédito: Gustavo Cavalcanti/Cortesia)

Gustavo Lopes
Voz das Comunidades Alagoas

Depois da série de mortes e descartes envolvendo cachorros, um grupo defensor da causa animal – que repudia a violência com animal – irá realizar, na próxima segunda-feira (9), um ato público à porta do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), às 10h, no bairro da Forene, em Maceió.

De acordo com o jornalista e organizador do ato, Gustavo Cavalcanti, o CCZ está funcionando de forma precária. “O que de fato está acontecendo com os animais sadios abrigados no CCZ? Por que não tem médico veterinário no CCZ para atender a comunidade? Quantidade de ração, a qualidade dessa ração?”, questiona.

Ainda segundo Gustavo, além das respostas, a ato tem o objetivo dar sequência aos pedidos que serão cobrados a órgãos públicos, em especial a criação da Delegacia de Crimes Contra Animais. “Uma comissão organizada pelos protetores também entrará com um pedido ao MP para que o TAC seja aplicado no CCZ,” afirma.

Para ele, o Centro de Zoonoses necessita de fechamento imediato por não ter as condições necessárias em manter os animais lá. “A Ordem dos Advogados do Brasil já entrou com uma ação contra o CCZ. O órgão deve ser lacrado de imediato”, diz o jornalista.


Para enviar sua denúncia, acionar nossa equipe ou entrar em contato conosco basta enviar um e-mail para jornalvozdascomunidadesalagoas@gmail.com

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top