EXCLUSIVO: Após 4 meses preso, família de Nilson Lopes escreve carta com pedido de justiça

Uma carta enviada para o Portal Voz das Comunidades no dia de hoje, 13 de setembro, exatamente 4 meses após a prisão do jovem Nilson Lopes, pede socorro e justiça!

Nilson está preso há 4 meses acusado de ligação com o tráfico de drogas no Complexo do Alemão. foto: reprodução da internet

Confira a carta na íntegra:

“Rio, 13/09/14
Venho por meio desta expressar meu apelo, na verdade um apelo de uma família vítima de uma grande injustiça.

No dia 13 de maio por volta das 05 e meia da manhã, acontecia uma mega operação policial na comunidade onde moro ( Complexo do Alemão ), fui acordada com um barulho enorme em meu portão e em minha grade da janela da sala, pois estava dormindo na mesma com meus dois filhos. Foi quando abri a porta e me deparei com uns 8 policiais da civil, todos com fuzil levei um tremendo susto. Eles pediram pra entrar pois queriam verificar a casa, nesse momento meu pai acordou e sem entendermos o que estava acontecendo abrimos a porta, eles nos perguntaram quem morava na casa e eu respondi que moravam eu, meus dois filhos, meus pais e meu irmão, um dos policiais perguntou onde estava meu irmão e meu pai disse que ele estava dormindo, ele pediu para que acordassemos ele, meu pai o acordou, ele se apresentou e na mesma hora teve voz de prisão decretada, pois havia um mandado contra ele ( expedido no dia 9 de maio ) por tráfico de drogas, ficamos desesperados, pois meu irmão ( Nilson Lopes Lima ) nunca fez uso de drogas e muito menos parte do tráfico, ele tem 23 anos e trabalha desde os 15 anos de idade, seu último emprego foi na gráfica do jornal O Globo, onde trabalhou por 2 anos e meio e estava há somente 2 meses desempregado, não dormia fora de casa e nunca teve comportamento de um traficante, mesmo assim ele não resistiu à prisão, pois tinha certeza que seria logo liberado pois pra ele era um mau entendido, inclusive os policiais revistaram minha casa toda e não encontraram nada, um deles falou que só ia levar porque havia um mandado, mas seria informado na delegacia que não encontram nada e que ele não resistiu.

Mas não foi isso que aconteceu, em meio nosso desespero surgiu uma reportagem na emissora Record onde dizia que na manhã daquele dia uma mega operação policial havia prendido 7 traficantes no complexo do Alemão e que estavam numa invasão de um galpão com 5 quilos de pasta base de cocaína e resistência à prisão, meu irmão foi excrachado, transferido no mesmo dia pra Bangu 10 ( um verdadeiro absurdo ) e permanence preso até hoje ( 4 meses ). Contratamos um advogado no desespero e ele nos enganou e abandonou o caso, fizemos empréstimo, sem termos condições financeiras, pois temos certeza da inocência dele, mas infelizmente todos os pedidos de soltura foram negados pra ele, direitos de um réu primário, de alguém que nunca cometeu crime algum, ele não teve, no mandado dizia que era uma prisão temporária por 30 dias, no entanto fazem 120 dias que ele está preso. O processo voltou várias vezes pra delegacia por falta de provas e o que consta são denúncias feitas por dois policiais da UPP que informaram ter visto meu irmão em dois dias diferentes num ataque a UPP, porém nesses dois dias meu irmão nem estava na comunidade na hora dos ocorridos, num dia ele estava na boate Olimpo e no outro no clube Evereste e tudo isso temos como provar, pois existem conversas, fotos e etc que provam a presença dele nesses dois lugares.

Hoje no processo do meu irmão constam vários artigos :
Tráfico de Drogas e Condutas Afins / Crimes de Tráfico Ilícito e Uso Indevido de Drogas / Crimes Pre
Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins / Crimes de Tráfico Ilícito e Uso Indevido de
Resistência / Crimes Praticados por Particular Contra a Administração em Geral / DIREITO PENAL.
Por este motivo venho pedir ajuda, pois posso garantir que meu irmão é inocente e que está havendo uma grande injustiça, basta olhar na rede social e ver as inúmeras mensagens que ele recebe diariamente por diversas pessoas diferentes pedindo JUSTIÇA.
Por favor já não temos mais a onde recorrer, o primeiro advogado nos cobrou R$ 4.000,00 e abandonou o caso, colocamos outro advogado que entrou com o pedido de habeas corpus e que infelizmente foi negado.
O Nilson é um rapaz trabalhador, nunca se envolveu em confusão e muito menos com drogas, ele é muito querido por todos que o cercam e está pagando por crimes que nunca cometeu, por engano ou talvez por pura inveja dos policiais Diego e Robson . Que por sinal são muito conhecidos na comunidade por atos violentos e por perseguirem constantemente jovens que não tem se quer envolvimento com o crime.
Minha família está acabada, meu pai emagreceu 12 quilos, minha mãe entrou em depressão, meus filhos choram muito com a ausência do tio e eu tô tendo que segurar a onda pois estou com um bebê de dois meses, mas tá muito difícil.
Clamo por justiça!
Por favor nos de uma chance de mostrarmos a inocência dele.”

Assinada pela irmã Sabrina Lopes Lima.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top