Porto imaginário e surreal é a inspiração para espetáculo do Circo Crescer e Viver que estreia no dia 28

Inspirado nas chegadas e partidas, encontros e desencontros, atracamentos e tensões que permeiam os portos do mundo, o novo espetáculo do Circo Crescer e Viver é dirigido pelo italiano Boris Vecchio e co-dirigido por Vinícius Daumas. Com elenco formado exclusivamente por alunos da Escola de Circo Crescer e Viver, “Porto” estreia temporada de quatro semanas no dia 28 de junho às 20 horas. Ao final do espetáculo, público dirá “quanto vale o show”.

O mais carioca dos picadeiros apresenta “Porto”, um espetáculo circense que retrata o universo destes que são a porta de entrada e acolhimento, mas também de partidas e tristeza. Nesta montagem, as artes circenses incorporam elementos da interpretação e desenham, de forma lúdica e surreal, uma verdadeira metáfora da vida e seus limites.

A relação do circo com o porto é imediata. Mastros, cordas, ação coletiva, força, subidas e descidas, fazem parte dos dois universos – numa analogia perfeita para criar a atmosfera mítica de um porto que não existe em lugar algum e em todos os lugares.

A cozinheira, a louca, a maga, os imigrantes e os trabalhadores: estão todos lá, compondo o ambiente portuário de uma cidade perdida no tempo e no espaço.

Dirigido pelo italiano Boris Vecchio e co-dirigido por Vinícius Daumas, Porto é um espetáculo formado exclusivamente por alunos da Escola de Circo Crescer e Viver e parte do processo de qualificação artística destes jovens. Nesta nova montagem do Circo Crescer e Viver, criação e formação andam de mãos dadas.

“Porto é o retrato de casamento entre formação artística e o desafio em, mais uma vez, consolidar uma nova narrativa para o circo brasileiro. O Circo Crescer e Viver tem a necessidade de ser reinventar sempre, mas sem perder o jeito carioca de fazer circo, cada vez mais identificado com a cidade do Rio de Janeiro, frisa o coordenador artístico do Circo Crescer e Viver e co-diretor de “Porto”, Vinícius Daumas.

“Quanto vale o show?”

Com trilha sonora original composta por Daniel Gonzaga, direção de arte de Rui Cortez e iluminação de João Franco, “Porto” tem todos os elementos para capturar o espectador, do início ao fim, ao retratar uma realidade plena de dubiedades, de sentimentos contraditórios e sutilezas.

Um espetáculo, para todas as idades, tem entrada gratuita, mas o público será convidado, ao final da apresentação, a contribuir com a quantia que puder ou quiser. “Quanto vale o show?” – Esta será a pergunta feita aos espectadores, cuja contribuição será revertida integralmente aos projetos sociais e de formação artística do Circo Crescer e Viver.

Com patrocínio do Governo Federal, Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Vale, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Petrobras, Prefeitura do Rio, Secretaria Municipal de Cultura, Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico, e apoio do Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro e Sebra, “Porto” estreia temporada de quatro semanas no dia 28 de junho (sexta) às 20 horas.

Agendamentos para escolas públicas, instituições comunitárias e assistenciais, pontos de cultura e organizações culturais podem ser feitos pelo telefone: (21) 3972.1391.

Sinopse:

Tudo acontece ali. Despedidas, chegadas, permanências. Um lugar de passagem, mas também de encontros, trocas, relações e tensões. Personagens que se entrelaçam, convivem e existem neste local de movimento e conexão.

O espetáculo retrata, de forma lúdica e surreal, a vida de um porto imaginário: seus fluxos, atracamentos, partidas, submundos e emoções. Um porto que não existe em lugar algum e em todos os lugares. Um porto perdido no tempo, mas que retrata, com comicidade e sutileza, as mudanças que surgem, desde sempre, nas cidades portuárias pelo mundo afora.

Serviço:

Porto
Temporada no Rio de Janeiro de 28 de junho a 28 de julho com apresentações às quintas, sextas e sábados às 20 horas e domingos às 18 horas.

Local: Circo Crescer e Viver (Rua Carmo Neto, 143 – Praça Onze – Em frente a estação de metrô Praça Onze).

Entrada franca
Livre para todos os públicos

Patrocínio:
Governo Federal, Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Vale, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Petrobras, Prefeitura do Rio, Secretaria Municipal de Cultura, Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico, e apoio do Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro e Sebra

Realização: Circo Crescer e Viver

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top