Atleta do Complexo do Alemão estreia no MMA profissional

Luta de Pamela “Pitbull” será transmitida pelo canal Esporte Interativo, no próximo sábado

O Complexo do Alemão vai ter uma representante no ringue do MMA profissional no próximo sábado, 7 de outubro, no evento “Watch Out Combat Show”,  o “WOCS 47”, com transmissão ao vivo do canal Esporte Interativo. É a estreia de Pamela Pitbull, 19 anos, moradora da localidade da Fazendinha. A jovem vai lutar contra Polyana Viana, 23 anos, na categoria “peso-palha” (até 52 kg), no card principal, que vai acontecer em um hotel na Barra da Tijuca, zona oeste.

Pamela Rosa Ferreira dos Santos, conhecida como Pamela “Pitbull”, é faixa azul no jiu-jitsu, esporte em que treina há seis anos e acumula 11 medalhas. Entre elas, o ouro no “Open Baixada 2014” e o bronze na “Copa Luizinho 2016”, dois dos eventos que a atleta destaca como os mais importantes na sua carreira.

Para a luta que vai ser a única feminina da noite, Pamela diz que não está nervosa, e sim ansiosa. “Eu estou ansiosa porque odeio quando está longe ainda. Quero chegar logo, entrar logo no octógono, fazer meu trabalho e acabar pra já me preparar para o próximo. Eu sou gulosa pelo MMA”, conta rindo.

E apesar de reconhecer o talento da adversária, a “Pitbull” fala que o primeiro desafio não está no ringue, e sim na balança. “Falta 1 kg para eu chegar no peso. O nosso primeiro obstáculo sempre é a balança. Primeiro vence  a balança, depois o adversário. E aí vem os treinos focados no que você quer determinar na sua luta, uma finalização, um nocaute”.

Com apenas quatro experiências no MMA amador – uma derrota e três vitórias – a atleta exibe maturidade quando fala do próximo desafio. “Claro que a gente fica triste quando perde, mas o importante é entrar lá e mostrar que você é uma boa lutadora, que você sabe, que consegue fazer lá tudo que você aprendeu”.

Como cachê, a organização forneceu para Pamela seis ingressos de cadeira VIP, que custa cada um R$ 160. “Não sei nem se a minha mãe vai porque eu não tenho como dar o ingresso pra ela e ela não tem a televisão para ver, então eu estou pesquisando e tentando fazer da melhor forma pra ela conseguir ver. E eu preciso muito desse dinheirinho, é um dinheiro que vai me ajudar bastante”.

Segundo Pamela, o cachê da luta e a busca por patrocínios é principalmente para custear os exames médicos obrigatórios na inscrição das lutas, de sangue e ressonância. Este último tem que fazer desde que teve um problema na lombar que a tirou de uma das últimas competições amadoras do MMA que valia um cinturão, no mês passado.

Sobre a importância da luta do próximo sábado na sua vida, não resta nenhuma dúvida: “Às vezes você precisa daquela luta ali, não para mostrar para as pessoas, mas para mostrar pra si mesmo que você consegue aquilo, que você consegue chegar onde você quer chegar”, finaliza com os olhos brilhando.

Para os interessados em patrocinar a atleta, a página do facebook de Pamela é: https://www.facebook.com/PamelaPITBULLOficial/

A luta será transmitida pelo Canal Esporte Interativo (203 SD na SKY e 576 HD na NET), sábado, 7 de outubro, a partir de 21:30.

 

 

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top