Cidade de Deus põe em circulação moeda social

Nova divisa só poderá ser usada pelos moradores em determinados estabelecimentos, que oferecem desconto para moeda local.

A Cidade de Deus, uma comunidade do Rio de Janeiro com um amplo histórico de violência, pôs em circulação nesta quinta-feira sua própria moeda, chamada CDD, e abriu um banco comunitário com o objetivo de desenvolver a economia local.

“A riqueza gerada no bairro ficará aqui. Está provado que esta política é eficiente para reduzir a pobreza”, disse a jornalistas o prefeito do Rio, Eduardo Paes, ao apresentar a iniciativa.

A nova divisa só poderá ser usada pelos moradores da comunidade em determinados estabelecimentos da Cidade de Deus, que a partir desta quinta-feira oferecem descontos de até 10% para os clientes que optem por pagar na moeda local.

“Temos empresários que aderiram à iniciativa. Muitos deles já oferecem descontos e outro tipo de promoções, como sortear bicicletas, para tentar que o consumidor pague com a nova moeda”, declarou Marcelo Henrique da Costa, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário.

O Banco Comunitário da Cidade de Deus emitirá notas de 0,50, 1, 2, 5 e 10 CDD, nome que faz referência às iniciais da favela, que serão impressas com o rosto de alguns de seus moradores. A nova instituição bancária da comunidade também contará com uma linha de crédito para facilitar empréstimos e fomentar a produção e o consumo na favela.

A iniciativa se restringe ao comércio na favela, já que o artigo 164 da Constituição brasileira assinala que emitir moeda é exclusividade do Banco Central.

Fonte: IG

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top