Arraiá do Alemão 2015: Nota oficial

Rio de janeiro, 27 de julho de 2015
Complexo do Alemão

NOTA OFICIAL

O Arraiá do Alemão aconteceu nos dias 25 e 26 de julho e durante os dois dias o evento reuniu diversos artistas batendo recorde de público, recebendo cerca de sete mil pessoas na Estrada do Itararé.

O primeiro dia de Arraiá do Alemão ocorreu de forma pacífica, recebendo no palco MC Sabrina, a cantora pop Lexa e artistas locais.

Durante a apresentação mais esperada da noite de domingo,  faltando menos de duas horas para a finalização do evento, MC Duduzinho iniciava o show quando a primeira bomba foi lançada por policiais às 22h15 na esquina da rua Paranhos. A cem metros, outras três bombas foram lançadas na entrada da rua 23 de agosto, simultaneamente,  na parte de trás do palco, causando pânico entre os presentes. Com o intuito de acalmar o público o cantor tentou voltar ao palco e tranquilizar aos presentes  com a musica ‘Rap da felicidade’ até o momento em que um oficial adentrou ao palco e ordenou a finalização do Arraiá do Alemão.

“Em todos os anos de Arraiá, nunca ocorreu um patrulhamento tão forte para uma festa familiar quanto este ano e nunca tinha sido visto até então, policiais andando com fuzis no meio do público.” – Disse Rene Silva, Presidente da ONG Voz das Comunidades.

Algumas pessoas pisoteadas, incluindo crianças, foram atendidas e receberam a assistência necessária pela equipe de apoio do evento. Outras três bombas de gás lacrimogênio foram jogadas dentro da área social, onde a produção estava localizada se empenhando a encontrar os responsáveis das crianças perdidas e acalmar o público. Nenhum militar prestou socorro à população.

Durante uma conversa entre a produção do evento e a polícia, com o intuito de pacificar e entender o acontecido, apesar da tropa estar fortemente armada, o oficial responsável alegou que um dos soldados “foi segurado pelo colete e puxado para dentro da multidão”. Nenhum tiro foi ouvido no local, mas o caveirão estava presente.

O Voz da Comunidade tinha como objetivo elevar as arrecadações da “Campanha do Agasalho” promovida pela ONG, além de gerar renda e levar diversão e união entre os moradores do Conjunto de Favelas do Complexo do Alemão.

Em nota, a Secretária de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro disse que de acordo com o Comandante do 16º BPM (Olaria), Tenente Coronel Luís Gustavo Teixeira foi necessário o uso de armamento não-letal (spray de pimenta) para conter o tumulto no local. Além de policiais do 16º BPM, foram empenhados no evento policiais do 22º BPM e da Unidade de Policia Pacificadora do Alemão.

Repudiamos qualquer tipo de violência seja ela física ou verbal. Ontem, Rene Silva publicou na página do Facebook do Jornal Voz da Comunidade uma imagem com algumas palavras que não fazem parte desta nota oficial. Na mesma publicação, um comentário foi feito de forma agressiva por alguém da equipe sem o consenso da maioria. Pedimos desculpas pelo caso e estamos tomando medidas para que não se repita.

Comentários Facebook

comentários

3 Comments

  1. Carlos do alemao disse:

    Ambiente familiar é um ova , será que esse demagogo chamado Renê silva não vê que esses eventos só trazem confusão ?
    um monte de menores de idade fumando maconha e se embreagando , tudo isso com consentimento da produção e dos lojistas que vendiam cachaça para crianças , o Policial militar é odiado na comunidade ao mesmo tempo que são caçados por traficantes , vc queria que ele andassem de estilingue ? pena dos moradores que acordaram no dia seguinte com garrafas quebradas , portões mijados , carros arranhados , uma vergonha . Renê para de defender bandido cara ta ficando feio pra vc .
    não fique em cima do muro como ficou nas eleições onde dizia que ia apoiar o Luciano da SOS no mesmo tempo que postava foto pedindo voto pro Bororó , está mais do que provado que o pessoal daqui só pensar em Funk , drogas e alcool , só vcs que não veem isso .

  2. Leonardo Lopes disse:

    Toda vez que tem festa na Itararé tem essa confusão envolvendo polícia no meio antes da upp não tinha confusão eu acho que uns polícias faz questão de estraga a festa da comunidade pra ser dispensado do trabalho mas sedo.

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top