Casa cheia e a família unida!

Nasceu na cidade de Simonésia, em 1949, e lá viveu toda sua infância e adolescência. Veio para o RJ aos 12 anos, em busca de oportunidades, e do Rio nunca mais saiu. Moradora há mais de 50 anos na comunidade do Morro do Adeus, Dona Glória, como é conhecida, conheceu seu marido, o Jenildo, na convivência da comunidade quando visitava uma parenta.

Conversa vai, conversa vem, eles começaram a namorar e seguem conversando até hoje. Sr. Jenildo é conhecido por todos como Zé do Gás, já que por quase 50 anos foi motorista do caminhão de gás. Dessa união, nasceram dois filhos. A primogênita, Márcia, há 6 anos mudou-se para Minas Gerais onde vive com o marido, Wanderlei e seu filho Thiago. O caçula de Dona Gloria é Flávio. Dono de um bar na comunidade, Flávio cursou fisioterapia na mesma faculdade de Priscila, mas foi em uma micareta que os dois se conheceram e engataram um namoro. Apesar do atraso do noivo de meia hora para o casamento, hoje, lembrado com graça pelo casal, eles se casaram e desse amor, nasceu a pequena Letícia.

Esperta e doce, Letícia de apenas 1 ano e 7 meses, ama os animais, principalmente o jacaré, tão cantado nas musiquinhas da escola. Por todo esse amor, a família acredita que ela vai ser veterinária ou bailarina para alegria e orgulho dos avós, que adoram ficar com a pequena quando os pais precisam. Para Dona Glória, família é tudo, isso lhe faz bem, lhe dá forças e a faz sonhar. Jenildo, Márcio, Wanderlei, Thiago, Flávio, Priscila e Letícia. A família de Glória são a razão do seu bem estar, o maior amor do mundo, e lhe proporciona a alegria e a vontade de sonhar.

Via: http://naturanacomunidade.com.br/?p=17

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top