Consciência Ambiental nas Estações Culturais do Teleférico do Alemão

Sábado dia 20 foi o segundo dia de realização do evento “Estações Culturais”no teleférico do Complexo do Alemão. O palco foi a estação Baiana, onde teve diversas atividades para as crianças aprenderem um pouco de Educação Ambiental.

O evento é uma iniciativa da COOPLiberdade ( Cooperativa de reciclagem Eu quero Liberdade) que é formada por egressos do sistema prisional e tem como objetivo inserir seus integrantes na sociedade e no mercado de trabalho. Ela existe desde 2005 e trabalha com o reaproveitamento de resíduos líquido se sólidos transformando-os em produtos com possibilidade de comercialização.

A cooperativa expôs os produtos feitos a partir da reciclagem como poltronas, banquinhos, mesas, puffs e porta-retratos,ela também apresentou atividades pedagógicas com as crianças, teatro de fantoches e filmes educativos que tinham como conteúdo o tratamento correto e reaproveitamento do lixo.

O Educador Ambiental - Maurilio Berimbal

O Educador Ambiental – Maurilio Berimbal

O Educador Ambiental e artista que construiu os produtos citados Maurilio Berimbal destacou a importância do trabalho com as crianças utilizando tampinhas e garrafas de guaraná natural por exemplo. “As crianças gostam, elas veem que estão fazendo atividade com materiais que normalmente estão no lixo. O legal é que agora elas entregam para mim, não jogam mais fora e ainda passam as informações para os pais. Acredito que essa parte está sendo bem eficiente”.

 

Carlos Vaz - Músico

Carlos Vaz – Músico

Carlos Vaz, músico que tocou na apresentação de teatro disse que dentro da arte que ele faz sempre tenta passar informações sobre reciclagem, ele também ensinou que muitos produtos podem ser transformados e vendidos. De dois copos de guaraná que iriam para o lixo, por exemplo, é possível fazer um chocalho e vende-lo por R$ 10,00.

Renata de Oliveira

Renata de Oliveira

A dona de casa Renata de Oliveira levou sua filha e destacou a importância do evento “Acho ótimo porque aqui não tem atividade nenhuma para as crianças, elas ficam soltas no morro brincando, pelo menos elas aprendem e agente também”,Renata também afirmou que pretende educar sua filha com as informações que aprendeu.

Mesmo com a boa vontade de algumas mães a presença do público adulto foi pequena e não foi possível a realização da palestra sobre Destinação correta de resíduos Sólidos, mas o palestrante e Coordenador Socioambiental Antônio Silva Bispo, explicou um pouco do conteúdo que seria discutido. “Às vezes muitas sobras de alimentos vão para o lixo e podem ser reaproveitadas. Exemplo a casca de abacaxi podemos fazer chá é só colocar para ferver. O arroz nós podemos fazer bolinho de arroz. A fome é a pior violência que agente tem” Antônio também citou a destinação dos aparelhos eletrônicos e afirmou que é importante levá-los as cooperativas para que possam ser desmontados e reaproveitados.

A Publicitária - Juliana Dias

A Publicitária – Juliana Dias

A Publicitária Juliana Dias se associou a COOPLiberdade e explica seu objetivo. “Como publicitaria eu faço o caminho inverso ao invés de promover o consumo a minha ideia é trabalhar com uma comunicação que mostre o beneficio da gente controlaro consumo e também saber o que fazer com oresíduo”

Juliana disse que a cooperativa tem um projeto que é construir um galpão para a triagem dos resíduos e que terá o apoio da COMLURB. Por enquanto o terreno já foi doado pela UNISUAM e espera que empresas possam apoiar na construção do galpão.

Um dos fundadores e Diretor Administrativo da COOPLiberdade,Edeo Araújo mostrou-se feliz com o trabalho da cooperativa “ É uma boa iniciativa estamos conscientizando a população local e também mostrando que existe uma oportunidade de emprego e geração de renda para as pessoas. Aquilo que não é necessários para muitos, para outros tem grande utilidade”.

O óleo de cozinha que é reaproveitado na COOPLIberdade

O óleo de cozinha que é reaproveitado na COOPLIberdade

O óleo de cozinha que é reaproveitado na COOPLIberdade é transformado em biodiesel e em materiais de limpeza, como sabão em pedra, em pó e desinfetante. Por isso é importante não jogar óleo em pias, pois causa sérios impactos ambientais como entupimento nos encanamentos e nas caixas de gorduras dos edifícios atraindo então insetos e roedores.

Cada litro de óleo despejado na pia tem capacidade para poluir cerca de um milhão de litros de água, enas regiões onde não há redes coletoras o óleo vai diretamente para rios e lagos. Portanto guarde o óleo em uma garrafa pet e leve até um Ponto de Entrega Voluntária.

Dicas de como separar o lixo

Em um saco plástico coloque o material reciclável ( metal, papel, plástico e vidro).

Em outro saco o lixo orgânico (cascas de frutas, legumes e também rejeito).

Definições

Resíduo orgânico – resto de comida e casca de alimentos

Rejeito- papel higiênico, fraldas descartáveis, etc.

Importante

Sempre virar as tampas das latas para dentro antes de colocá-las no lixo.Colocar cacos de vidro em embalagens de plásticos, pet´s ou envolver em bastante papel. 

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top