Glória Perez fala do Complexo do Alemão em entrevista à CARAS

Em entrevista exclusiva, Gloria Perez, a autora de ‘Salve Jorge’, a próxima novela das 9 da Globo, fala sobre as novidades de seu mais novo trabalho, a protagonista Nanda Costa, galãs, beijo gay e revela que chega a se emocionar ao escrever um capítulo

Quero dar visibilidade aos invisíveis, dar voz aos que não tem voz”, afirma Gloria Perez (63), autora de Salve Jorge, a próxima novela das 9 da TV Globo. Disposta a trazer temas sociais e culturas diferentes, a autora apostará desta vez na Turquia e no tráfico internacional de pessoas. Crime que, segundo ela, é pouquíssimo comentado pela mídia brasileira.

É um assunto invisível porque a maior parte das pessoas nunca ouviu falar ou acredita que se trata de mais uma lenda urbana. Isso até no meio de gente informada. Mas esta modalidade de crime é a mais rentável, depois do tráfico de drogas”, declarou Gloria em entrevista exclusiva à CARAS Online.

– Como foi a escolha e trabalhar no universo do Complexo do Alemão?

– Fiquei muito emocionada com a pacificação do Alemão, o resgate dessa parcela da população que há tantos anos vivia isolada, aterrorizada sobre outro governo, com outras leis que não aquelas que regem os brasileiros. É claro que isso que a gente chama de pacificação foi só o ponto de partida de um processo de pacificação. Mas deu-se a largada. Antes, a imagem do Alemão era associada a traficantes, a barbáries, como o assassinato do Tim Lopes. Eu quero que a novela dê visibilidade aos talentos de lá: o Rene Silva, que fundou o jornal a Voz da Comunidade, o livreiro do Alemão, que com sua biblioteca ambulante estimula o gosto pela leitura, os fotógrafos, os vendedores de rua, um monte de gente que a violência imposta pelo tráfico impedia que pudéssemos conhecer.

http://caras.uol.com.br/canal/nacionais/post/gloria-perez-revela-que-se-emociona-ao-escrever-salve-jorge

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top