Jovem que narrou ocupação do Alemão inspira personagem da novela

Rene faz pose com Mussunzinho no Complexo do Alemão (Foto: Renato Moura/Vozdacomunidade)

Rene faz pose com Mussunzinho no Complexo do Alemão (Foto: Renato Moura/Vozdacomunidade)

Em 2010, o Rio de Janeiro acompanhou de perto a ocupação do Complexo do Alemão pelas forças militares. Além da cobertura da mídia, moradores da comunidade contavam o que estava acontecendo pelas redes sociais. Um dos destaques dessa cobertura de guerrilha foi a Voz da Comunidade, um jornal comandado por Rene Silva.
A história do garoto impressionou Glória Perez, que criou um personagem baseado em Rene na sua nova novela, Salve Jorge. Sidney, interpretado por Mussunzinho, será ligado ao pessoal da Voz da Comunidade e irá mostrar o cotidiano do Complexo sob o seu olhar. “Fiquei muito feliz. Foi como eu comecei, não era nada e comecei a fazer o jornal para a comunidade e fui crescendo. Ela vai mostrar como o Sidney vai crescer dentro da comunidade com esse trabalho”, conta o jovem, que criou o jornal há sete anos.

O primeiro contato com a autora foi através das redes sociais, em 2010, um pouco antes da ocupação. Quando a Voz da Comunidade começou a relatar ao vivo o que acontecia no Complexo do Alemão, Glória Perez foi a primeira a repercutir as notícias quentes direto da linha de confronto. “Ela sempre teve uma preocupação, ligava para perguntar se a gente estava bem, tinha um carinho muito legal com a galera da Voz da Comunidade”, conta Rene.
Com quase um ano de pacificação, Glória anunciou para todos que sua próxima novela se passaria no Complexo do Alemão e contaria com a participação de Rene. “Ela anunciou primeiro e depois falou com a gente”, revela o jovem.
Rene conta que levou Glória para seu primeiro passeio no Complexo do Alemão. “Ela foi na igreja da Penha, conheceu um pouco do cotidiano, dos grupos culturais, andou no teleférico, que ela estava com muito medo de andar”, entrega o rapaz.
Com a estreia da novela, Rene aposta em melhorias para a comunidade e ressalta o fato da novela retratar uma comunidade real e não fantasiosa. “Nunca é um nome real do morro, sempre inventavam um nome. Nunca colocaram o nome próprio de uma favela, isso vai ser bom para a comunidade. Vai dar orgulho. Vai ser uma novela histórica”, aposta o rapaz, que relembra o sucesso do Piscinão de Ramos, mostrado na novela O Clone, também de Glória Perez. “Vai mostrar um lado positivo da comunidade e divulgar os trabalhos sociais”, enumera Rene, que confessou estar ansioso com sua participação. Além de Rene, o fotógrafo Bruno Itam também participou das gravações e dos workshops sobre a comunidade.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top