Noite de terror deixa mais dois baleados no Alemão

Já pela tarde, duas pessoas foram baleadas no interior da comunidade e socorridas para o pronto socorro

Moradores viveram momentos de caos e terror durante todo dia de quinta feira (15) no Complexo do Alemão. Tudo por conta da intensa troca de tiros, já iniciada na parte da tarde. A troca de tiros teve inicio por volta das 16h na comunidade da Grota, parte interna do Alemão. Após uma incursão policial, duas pessoas acabaram ficando baleadas durante a troca de tiros. Conhecido com Luane “Babuíno” os dois jovens foram levados as pressas para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha e ainda não sabemos os estados de saúde de ambos. A comunidade ainda seguia violenta com noticias de intensas troca de tiros pela região.

whatsapp-image-2016-09-15-at-23-38-57

Pms das Upps patrulhando a estrada do Itararé (Foto: Renato Moura)

Ao anoitecer, por volta das 21h, os moradores mais uma vez se viam sitiados na entrada da comunidade. Uma intensa troca de tiros deu inicio na parte alta do Alemão, fazendo os moradores terem que aguardar na parte de entrada, os tiros cessarem. Logo a noticia de baleados circulavam pelas redes sociais. “Tem dois policiais baleados aqui em cima, ainda está dando muitos tiros…” relatava uma moradora via áudio pelo Whatsapp do Jornal Voz da Comunidade. A informação era sobre os policiais Santana e Feitosa, ambos baleados e socorridos para o HGV. Santana foi atingido por um tiro no braço, sem gravidade. Já o Feitosa, foi alvejado de raspão na cabeça, também sem gravidade. Com a intensa troca de tiros próxima a base da Upp Nova Brasília e também bem ao lado de uma delegacia de policia, o reforço policial foi acionado e em questões de minutos, dois carros blindados e homens do CORE (corregedoria de recursos especiais) foram acionados. A troca de tiros seguia mais violenta, com balas traçantes cortando o céu do Alemão.

TUDO AO VIVO

whatsapp-image-2016-09-16-at-00-05-42

Nossa equipe acompanhou em tempo real, ao vivo pelo Facebook do Jornal, os momentos de tensão vividos pelos moradores que chegavam na comunidade do trabalho. Vias de acesso ao Alemão foram interrompidas e muitos moradores desembarcaram próxima a região e retornaram a pé para suas casas. Nossa equipe de reportagem entrevistou os moradores que aguardavam na parte de entrada da comunidade da Grota e ouviu suas reclamações sobre a atual situação em que vivem os moradores do Complexo do Alemão.

“É duro sair do trabalho e não saber se podemos entrar e chegar vivos em nossas casas. Saio de casa pra trabalhar e não sei se chegarei viva, isso é triste…” contou uma moradora que preferiu não se identificar.

TENSÂO

Enquanto transmitia o clima ao vivo pela página oficial do Jornal Voz da Comunidade, o repórter Betinho Casas Novas, registrou imagens tensas do carro blindado entrando na comunidade e também do forte aparato militar que estava na região. Além disso, registou a intensa troca de tiros e imagens dos moradores aguardando do lado de fora da comunidade. As imagens foram acompanhadas por mais de 40 mil pessoas ao vivo.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top