Ocupação da polícia no Complexo do Alemão completa 2 anos

Morro do Alemão - Foto: Renato Moura

Morro do Alemão – Foto: Renato Moura

Amanhã completam dois anos de pacificação o Complexo do Alemão e da Penha comemoram com alegria as mudanças benéficas na comunidade. Ganharam novas oportunidades para sorrirem; Empregos surgiram e as oportunidades de empregos nas proximidades aumentaram e também surgiram oportunidades para se qualificar para o mercado de trabalho também.

Temos hoje na comunidade um numero estipulado de 3 CVT(FAETEC) que oferecem cursos técnicos diversos: Cabeleireiro, Eletricista, Costureiro, Inglês, Espanhol entre outros. O receio de falar e conviver com os policias á cada dia tem diminuído, pois a comunidade tem confiado e visto a boa conduta deles.

Há exceções e muitas reclamações de moradores sobre abusos. Nas unidades UPP (Unidade de Policia Pacificadora), os moradores podem estar conhecendo mais o que é a ‘pacificação’ e assim ficando mais tranquilos. Colégios e creches que foram construídos pelo Governo, tem sido uma ‘mão na roda’ para muitos moradores, pois antes não havia muita atenção do estado para a comunidade.

Entrevistei alguns moradores e fiz a seguinte pergunta:

Pra você o que mudou na comunidade depois da Pacificação ?

– A visão das pessoas que moram fora da comunidades sobre nós, mudou muito. E o direito de ir e vir “tá” bem melhor hoje. E também a confiança foi adquirida nas autoridades. – disse (Juliana Lira – 28 anos)

Logo após falar com a Juliana, entrevistei um jovem chamando Augusto Vinicius (18 anos) fazendo a mesma pergunta, que ficou com receio no começo à responder, porém aos poucos se expoes da seguinte forma:

– Sinceramente, nada. (Perguntei o ‘Por quê?’) e ele logo respondeu: – Porquê? Porque as coisas continuam da mesma forma, apenas com uma “máscara” tudo acontece como antes, mas não tão explicito quanto antes.

Para a comunidade é importante sim ter o direito de ir e vir, porém, devemos ter mais segurança, mais acesso na parte jurídica, mais oportunidades de mudanças e também de muito mais obras, pois as obras que foram iniciadas em 2009 do PAC(Programa de Aceleração do Crescimento) parecem estarem paradas; Encontramos em beco e vielas, no nosso dia a dia esgotos á céu aberto, escadas mal feitas e até mesmo muitas casas quebradas que viraram lixão.

Nós do Voz da Comunidade, esperamos que essas ‘pendencias’ venham á melhorar logo, logo … pois, o Complexo é lindo e precisa ser cuidado com carinho. Enquanto á UPP, parabéns pelo trabalho feito até hoje.

Segundo encontro da UPP do Adeus/Baiana com os Alunos da Escola Municipal João Barbalho para conversar sobre assuntos de Gente Grande e com presença do Coordenador-geral das UPPs, coronel Rogério Seabra. Foto: Renato Moura

Segundo encontro da UPP do Adeus/Baiana com os Alunos da Escola Municipal João Barbalho para conversar sobre assuntos de Gente Grande e com presença do Coordenador-geral das UPPs, coronel Rogério Seabra. Foto: Renato Moura

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top