Sorvete de Minas na Grota

Se você é da Favela da Grota, no Complexo do Alemão, provavelmente já experimentou o sorvete Sabor de Minas do José. Se você não é de lá, tem que experimentar. O sabor vem de Minas mesmo, como ele mesmo afirma.

“Vem lá de Belo Horizonte e a gente fabrica aqui”, conta José, que não gosta muito de falar do sucesso do negócio. “É melhor ficar só na divulgação interna mesmo. Aprendi com os mineirinhos a ficar quietinho”, disfarça o comerciante, que não quis ser fotografado e nem revelar quantos sorvetes vende por dia.

Porém, em apenas 30 minutos dentro do estabelecimento contamos a venda de 10 sorvetes, entre bolas e picolés. Pelas nossas contas, isso daria cerca de 500 sorvetes por dia, em pleno outono carioca.

“No verão, dias mais quentes, eu fico aberto das dez da manhã até meia noite”, entrega.

Apesar de discreto, José esbanja simpatia com a clientela. O sorvete Blue Ice, de cor azul e gosto de chiclete Buballoo, vira sabão em pó nas brincadeiras do vendedor.

“Eu falo para as crianças que é sorvete de sabão. Vai lavar por dentro”, diverte-se. O sabor exótico está entre os mais vendidos para a criançada.

Em dias normais, a sorveteria funciona das 10h às 22h. O picolé custa R$ 0,70, uma bola R$ 1, duas bolas R$ 1,50. O sundae com duas bolas R$2,50 e com três R$ 3.

A parada obrigatória fica na Rua Joaquim de Queiroz, nº 33.

A estudante Natasha Paez, 16 anos, tem um preferido: chocolate. Já enfrentou até chuva para comer o sorvete do Zé.

“Ela chegou aqui toda molhada pedindo sorvete”, lembra ele.

Natasha garante que vale a pena.

“Eu passo aqui todos os dias depois da escola para tomar sorvete. É uma delícia. E não engorda!”, brinca.

Em apenas 30 minutos dentro do estabelecimento contamos a venda de 10 sorvetes, entre bolas e picolés. Pelas nossas contas, isso daria cerca de 500 sorvetes por dia, em pleno outono carioca.

Em apenas 30 minutos dentro do estabelecimento contamos a venda de 10 sorvetes, entre bolas e picolés. Pelas nossas contas, isso daria cerca de 500 sorvetes por dia, em pleno outono carioca.

Por: anna.guimaraes
Fotos: Allana Amorim
Via: http://www.blogdapacificacao.com.br/

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top