Tiroteio no Alemão deixa três pessoas baleadas e uma morta

A troca de tiros desta última quarta feira (04) foi na comunidade da Fazendinha, parte interna do Alemão.

Em menos de 5 dias de um novo ano, 4 pessoas já foram atingidas durante troca de tiros no Complexo do Alemão. Foram mais de 7 horas de intensas trocas de tiros, em três comunidades diferentes do Alemão. O confronto teria dado inicio, após uma operação militar dentro da comunidade da Fazendinha, onde parte das vitimas foram atingidas. Por volta das 13h, a troca de tiros já tinha deixado uma pessoa baleada. Um homem, ainda não identificado, teria sido atingido durante a troca de tiros com os militares no local. Na ação, um cabo da Pm, conhecido como Barroso, também foi atingido por um tiro na perna e socorrido para o Pan de Del Castilho, na zona norte do Rio.

A troca de tiros ainda seguia intensa na comunidade quando mais duas pessoas foram alvejadas no tiroteio. Vinicius Freire de 25 anos, foi baleado na localidade conhecida como Birosca, comunidade da Fazendinha. Segundo os familiares,  ele estava trabalhando na hora, dentro da farmácia. Ele chegou a ser socorrido para o UPA do Alemão e logo em seguida foi transferido pra o Hospital Evandro Freire na Ilha do Governador. Vinicius não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar. Mais um moradora também foi atingida no confronto. A moradora ainda não identificada, foi atingida por um tiro na mão, dentro de uma Kombi, enquanto passava no local. Nossa equipe ainda não tem o estado de saúde desta vitima.

Após as vitimas serem baleadas, o policiamento foi reforçado nas comunidades onde tiveram os confrontos.

NOTA DA UPP

Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, no Complexo do Alemão, criminosos atiraram contra policiais durante patrulhamento na localidade conhecida como Claro, na tarde dessa quarta-feira, 04/01. Uma moradora e um policial da UPP foram baleados. Ela foi socorrida para o PAM de Del Castilho e o agente levado para o Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha. Unidades que integram o Comando de Operações Especiais (COE) – Bope e Batalhão de Choque – reforçam o patrulhamento na comunidade.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top