Feriado de caos termina com dois mortos no Complexo do Alemão

Fotos: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

Dois jovens foram mortos, atingidos por balas perdidas em dia intenso de confronto no Alemão

Um feriado marcado na vida de diversas famílias do conjunto de favelas do Alemão. O que era pra ser um dia calmo, tranquilo, pra relaxar, tornou-se em caos, devido aos longos tiroteios logo pela manhã. Por volta das 07h da manhã a primeira vitima era contabilizada nos números das estatísticas de baleados e mortos deste ano.

Resultado do intenso tiroteio na manhã de hoje, na comunidade da Alvorada Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

Gustavo da Silva, de 17 anos, saía para o seu trabalho, normalmente, quanto se viu em meio ao confronto na comunidade da Alvorada, parte alta do Alemão.  Gustavo foi atingido por vários disparos à caminho de seu trabalho – em uma padaria – há 300 metros de onde fora atingido. Na localidade onde Gustavo foi atingido, acontecia uma operação do Batalhão de Operações Especiais – BOPE- . A operação era para a instalação de uma torre/base blindada, na comunidade Praça do Samba, cerca de 100 metros de onde o jovem foi atingido. Um intenso confronto deu inicio no local durante a operação. Em seguida, Gustavo era atingido e morrendo no local.

Homens da Divisão de Homicídios da Policia Civil fazendo a pericia no local onde Gustavo foi baleado e morto Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

O intenso confronto permanecia no local, cessando somente com a chegada dos homens da Divisão de Homicídios da Policia Civil, para fazerem a pericia do local onde o corpo do jovem se encontrava. Os disparos davam uma trégua e retornavam, com breves intervalos de tempo.

 

Logo em seguida, após a remoção do corpo de Gustavo, mais uma intensa troca de tiros dava início na parte interna do Alemão. Dessa vez na comunidade da Sabino. Em seguida, um áudio desesperador, de uma mulher, circulava pelas redes sociais, solicitando socorro para outro jovem baleado. “Pelo amor de Deus, me socorrem!! O Bruno foi baleado dentro de casa…” dizia o áudio. Era sobre mais um jovem baleado, pelo confronto.

Imagens exclusiva do momento exato do socorro do militar do Exército, Bruno Silva de 24 anos Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

A vitima, Bruno de Souza, 22 anos, militar do Exército, foi atingido dentro de casa. Bruno, segundo os familiares, levou dois tiros na perna esquerda na sala de casa e foi socorrido as pressas para o Upa do Alemão. O militar não resistiu aos graves ferimentos que, ainda segundo os parentes, atingira sua “Artéria Femural” um dos principais ligamentos do corpo humano. Inconformado com a morte do irmão, sua irmã, que preferiu não se identificar, nos contou o quão sofrido tem sido a rotina dos mais de duzentos mil moradores do conjunto de favelas do Alemão. “É um lugar onde não tem PAZ! Não vai adiantar falar pra imprensa, pro governo, pra quem for… não está resolvendo mais nada, não adianta a gente gritar…” desabafou a jovem.
Logo após a onda de tiroteios que aterrorizou os moradores do Alemão, resultando em mortos e feridos, a confirmação de mais um jovem morto circulava pelas redes sociais. O jovem, ainda não identificado, teria sido socorrido para o Pan de Del Castilho e não resistindo aos ferimentos. Ele teria 17 anos e, segundo informações, teria sido baleado na comunidade da Alvorada.

Ao todo, foram cerca de doze horas de intensos confrontos em diversas partes do Alemão, resultando em duas pessoas mortas e, segundo informações, três feridos.

Comentários Facebook

comentários

Top