Gambá, rei dos passinhos de funk, é assassinado e enterrado como indigente

Gualter Rocha, conhecido como Gambá, que ganhou notoriedade após se destacar em concursos de batalha de passinhos de funk, teria sido assassinado e foi enterrado como indigente na última sexta-feira. O jovem de 21 anos estava desaparecido desde o dia 1° de janeiro. Ele foi visto pela última vez em um baile na Favela do Mandela, em Manguinhos. Familiares foram procurar notícias de Gambá no Instituto Médido Legal (IML) e reconheceram-no entre as fotos dos corpos enterrados sem identificação.

Segundo familiares, Gambá esteve até as 5h com um amigo e um irmão no baile. Os dois foram embora e não tiveram mais notícias do rei dos passinhos. Parentes ouviram boatos que ele teria sido levado alcoolizado por uma ambulância, mas não conseguiram confirmar a informação. Durante a semana, procuraram por Gambá em hospitais do Rio. No sábado, foram ao IML e reconheceram-no entre as pessoas mortas que haviam dado entrada no instituto. O corpo de Gualter chegou ao local às 16h45 do dia 2 de janeiro e foi enterrado como indigente na sexta-feira, dia 6.

– Um funcionário do IML me mostrou a foto dos corpos que tinham chegado e a do meu irmão era logo a primeira. Pedi para ver o corpo e informaram que já tinha sido enterrado. O rosto dele estava com hematomas e uma marca que parecia tiro. Mas não sabemos a causa da morte. Disseram que temos que voltar na segunda-feira para ter mais informações – contou um dos irmãos de Gualter.

Os corpos ficam por 10 dias no IML. Depois desse prazo, se ninguém da família reclamar, são enterrados como indigente. A Polícia Civil ainda não se pronunciou sobre o enterro-relâmpago do rei dos passinhos.

Gualter havia se apresentadp em um show feito pela cantora Preta Gil no dia 30 de dezembro. Ele já havia participado também do programa “Esquenta”, apresentado por Regina Casé, e TV Xuxa, ambos da Rede Globo.

Veja uma apresentação de Gambá:

Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/gamba-rei-dos-passinhos-de-funk-assassinado-enterrado-como-indigente-3596540.html#ixzz1itZHLy8K

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top