Movimento Ecozen: evento no Museu do Amanhã reunirá iniciativas de 5 favelas cariocas

Evento irá debater a iniciativa de projetos nas comunidades de Bangú, Catiri, Cidade de Deus, Inhaúma e Complexo do Alemão e um novo olhar sobre a sociedade – mais eco e mais zen

Cinco projetos de Comunidades cariocas serão apresentados no próximo sábado, dia 20 de maio, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, para potenciais investidores e financiamento coletivo. A iniciativa faz parte da primeira edição do Movimento Ecozen, evento gratuito que marca o lançamento de seu Programa de Incubação direcionado para jovens nascidos e criados em territórios de alta vulnerabilidade social no Rio de Janeiro. Durante o evento, os líderes dos projetos farão apresentações rápidas sobre suas iniciativas, os chamados Pitchs, e as mesmas serão lançadas na plataforma decrowdfunding Benfeitoria, que mobiliza recursos para projetos de impacto cultural, social, econômico e ambiental pela internet. A plateia poderá fazer sua colaboração na hora.

No inicío deste ano, o Ecozen fez uma chamada pública para as inscrições de projetos sociais que vão ajudar a transformar suas comunidades e após uma curadoria chegou aos cinco finalistas. Cada iniciativa está em um estágio de maturação diferente e aborda uma temática: Em Bangú, Allan Pierre vai levar arte, cultura e horta orgânica para uma comunidade de 20 mil moradores; na Cidade de Deus, Danielle Oliveira vai promover cultura e alimentação saudável; em Catiri, Jéssica Silva está implementando curso preparatório para concursos;  em Inhaúma, Gilson Vieira, fez parceiras com artesãs e empresas e utiliza resíduos têxteis em trabalhos como o crochê, bordados e macramê ; e no Complexo do Alemão, Camilla Habdallah vai trabalhar com os
moradores contribuindo para minimizar abusos relacionados à violência obstetrícia, gravidez precoce e desigualdades de gênero.

“Todos esses projetos terão uma importância significativa em suas comunidades, mas precisam de mais planejamento e investimento para crescer. Vamos dar a eles condições para isso. Já temos uma equipe de 56 mentores, especialistas em várias áreas, que atuarão como orientadores desses grupos com objetivo de  fortalecê-los ao longo do período de seis meses – de julho a dezembro de 2017. Durante o evento, teremos computadores conectados na página da Benfeitoria para que a plateia possa apoiar as iniciativas que mais se identificar, além de potenciais investidores na plateia. Esperamos sair de lá com nova perspectiva para essas iniciativas”, explicou Maurício Filho, líder do Ecozen.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top