Três meses sem aluguel social, moradores fazem protesto na Estrada do Itararé

Moradores da Favela da Skol, da Pedra do Sapo e de outras localidades do Complexo do Alemão fizeram um protesto pacífico, na manhã desta quarta-feira (20) na Estrada do Itararé, reivindicando o pagamento do aluguel social, que está atrasado há três meses.

“Nos retiraram das nossas casas e prometeram que receberíamos um apartamento em um ano e meio. A conclusão é que estamos esperando esse apartamento há seis anos e agora nem o dinheiro do aluguel social estão pagando”, disse Wiliam Santos, um dos representantes do grupo.

O morador da Favela da Skol, Miguel da Silva relatou em entrevista a equipe do Voz da Comunidade, que após destruírem sua casa, ele e seus 10 filhos ficaram sem moradia e dependendo da ajuda de familiares.

“Só quero o que é meu direito, minha mulher faleceu esperando por esse apartamento, estou aqui por ela e pelos meus filhos”, desabafou Miguel.

Miguel da Silva – Foto: Renato Moura

Essa foi a quarta manifestação realizada por moradores da região, que foram removidos de suas casa e estão no projeto do aluguel social desde 2010. Eles buscam o benefício do Governo, que dia 28 desde mês vai completar quatro meses de atraso e lutam para receber as moradias prometidas.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top