#ColunistaConvidado – Fábio Porchat

Fábio Porchat Ator, roteirista, produtor e diretor

Fábio Porchat
Ator, roteirista, produtor e diretor

Empreendedorismo. Começar o texto com uma palavra difícil é sempre ruim porque as pessoas já desistem de ler logo na primeira linha. Mas é disso que eu quero falar. Sobre um assunto que pra mim faz toda a diferença na vida de alguém. Não só profissional, pessoal também. Empreender é tomar a frente, a dianteira, correr atrás você mesmo por você. Não ficar em casa esperando a solução cair do céu. É comandar, liderar, fazer acontecer. Todo mundo tinha que ser assim. O problema é que dá muito trabalho, porque é você que tem que se cobrar, que tem que tomar as rédeas da sua situação. E aí não dá pra ficar falando mal do chefe, porque o chefe é você mesmo. Quando você empreende, a culpa toda é sua, pro bem ou pro mal. Se der certo é mérito seu e se der errado você só tem uma pessoa para responsabilizar. É claro que é dicil rar uma ideia do papel, tomar uma decisão e seguir firme com ela, mesmo que possa demorar um tempão para acontecer, mas desistir não é uma possibilidade.

Aquilo que você está fazendo é a coisa mais importante do mundo pra você, logo, precisa ser levada a sério. Quando alguém me diz que tentou fazer alguma coisa e não conseguiu eu sempre pergunto: mas você tentou de verdade? Porque desistir depois do primeiro não só mostra que aquilo ali não era realmente o que você queria. Se você tem um sonho, uma meta, um objetivo, jogue toda a sua energia para aquilo, corra atrás, faça dar certo… Não importa o quão por baixo você esteja, você tem chance sim. Todo mundo tem. O rico, o pobre, o velho, a mãe solteira, o adolescente… Apesar de todas as dificuldades que você vai encontrar por ser quem você é, se você fizer bem feito, de uma forma ou de outra a coisa vai rolar. Coloque o foco no que você quer e bate uma reta, uma hora você vai chegar. Pode perguntar a qualquer um que chegou lá. Não foi fácil, não foi tranquilo e não foi rápido. Mas que foi, foi. Vamos lá? Chegou a sua hora!

Este texto foi escrito pelo o Fábio Porchat.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top