Academia para a terceira idade é instalada na Praça do Samba, na Alvorada

Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

Além dos equipamentos de ginástica, o novo espaço vai receber parque infantil e quadra poliesportiva

Há dois anos como presidente da Associação de Moradores da Nova Brasília, e um ano e meio de pedidos para que a Prefeitura instalasse a Academia da Terceira Idade (ATI), Hércules Gonçalves, conhecido como Leleco, conseguiu inaugurar o projeto para melhorar a qualidade de vida dos idosos da região. Uma quadra poliesportiva e um parquinho também serão construídos na localidade.

O objetivo do presidente, de 35 anos, é proporcionar à população os benefícios da prática de atividade física, com regularidade e com orientação profissional. A academia tem aparelhos que ajudam a trabalhar a força muscular e a ativar as articulações. O novo espaço conta com vários equipamentos de ginástica, como espaldar vertical, esqui duplo conjugado, multiexercitador com funções, pressão de pernas, remada sentada, rotação diagonal e simulador de caminhada.


O morador do Inferno Verde, Odair Fernandes – Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

O morador do Inferno Verde, Odair Fernandes, contou que a primeira vez que usou a academia gostou da qualidade dos aparelhos e pretende voltar mais vezes. “Vou recomendar aos meus amigos, espero que eles venham. Achei ótimo. Estava precisando”, disse Odair, que mesmo tendo apenas 42 anos, pretende usar o espaço.

Esse espaço, que antes era tomado pelo lixo, foi totalmente revitalizado, para receber áreas de lazer, bem como um parquinho para crianças de cinco a oito anos, uma quadra poliesportiva, no Largo da Vivi, e também iluminação pública e mesas, para maior comodidade dos moradores.

“Antes do projeto da Prefeitura, esse espaço era cheio de mato, entulho, havia muito lixo. Foi feito um trabalho manual de capinação e revitalização, pois o maquinário não consegue chegar nesse local. Após a inauguração da academia, percebemos que as crianças confundiam os equipamentos com brinquedos. E não é para menos, afinal, elas precisam ter algum lugar de lazer. Será usado o espaço ao lado da academia para a instalação dos brinquedos”, explicou o presidente.

Especialistas garantem que a prática de atividades físicas, especialmente para a terceira idade, podem elevar o potencial de uma vida saudável e contribuir para a longevidade. Celso Cruz, de 61 anos morador da Pedreira, contou que vai usar o espaço diariamente. “Fiquei tão feliz quando vi essa academia aqui, pertinho de casa! Agora vou poder me exercitar todo dia”, entusiasma-se o senhor.

O morador Alex Siqueira, de 38 anos, disse que mesmo não sendo da terceira idade vai conseguir aproveitar a academia quando estiver de folga do trabalho; e pretende curtir as outras áreas que vão ficar prontas ainda. “Estávamos precisando disso. Esses equipamentos deverão ser preservados e cuidados. Este espaço é nosso, não podemos destruir”, declarou Alex.

Leleco, presidente da associação e Júlio Cesar Camelo, vice. Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

O vice-presidente da associação, Júlio Cesar Camelo, de 41 anos, mora na localidade e contou que recebeu muitos elogios e ligações de agradecimento depois da inauguração da academia. “A população da terceira idade precisava ir até a UPA do Alemão para fazer exercícios e agora pode fazer isso bem mais perto de casa. Sem contar que após a inauguração, os moradores observaram que os confrontos e tiroteios que aconteciam aqui no morro foram minimizados”. Ele lembrou também que, para dar continuidade aos projetos, a população precisa parar com o hábito de jogar lixo em local inapropriado. “Temos que fazer as coisas funcionarem, precisamos mudar, fazer acontecer, deixar o local bonito e limpo”, pediu Júlio.

“A intenção é trazemos benfeitorias para a região. Lazer e coisas boas para os moradores. Tirar os preconceitos, os muros que existem com a nossa comunidade”

Outra iniciativa tomada pelo presidente foi o pedido de um professor e um apoio ao projeto Rio em Forma, que integra profissionais especializados para auxiliar e orientar nos exercícios. “A Prefeitura ainda não me respondeu quando os profissionais vão chegar, mas essa será mais uma conquista da Associação de Moradores”. E disse ainda, “se algum morador formado em Educação Física quiser se voluntariar, será muito bem-vindo”. O morador João Martins, de 44 anos, por exemplo, fez uma cirurgia no joelho há alguns meses e disse que, apesar de não poder fazer esforço, faria uma fisioterapia se houvesse um profissional a disposição.
Foto: Renato Moura/Jornal Voz da Comunidade

Após a inauguração houve poucas reclamações; uma delas, sobre a falta de muros na academia. Quando questionado sobre a segurança na região, o presidente foi firme: “As pessoas reclamam que essa parte do morro é perigosa, mas não adianta ficarmos reclamando ‘que é ruim, que é péssimo’, se não fizermos nada para mudar essa situação. É preciso haver mudança. Precisamos agir. Evoluir. Nada de colocarmos muros, não estamos aqui para isso. Temos que tirar todos os muros. A intenção é trazermos benfeitorias para a região. Lazer e coisas boas para os moradores. Tirar os preconceitos, os muros que existem com a nossa comunidade”, respondeu Leleco.

As obras da quadra poliesportiva têm previsão de término para o final de outubro ou início de novembro.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top