Decreto que regulamenta a função Moto-taxista é assinado pelo prefeito com divergência na categoria

Foto: Betinho Casas Novas / Voz das Comunidades

O decreto foi assinado pelo prefeito Marcelo Crivella na tarde da última segunda feira (05) no Palácio da Cidade, bairro de Laranjeiras

Foi assinado o decreto que oficializa e regulamenta a função moto-taxista, para mais de 65 mil profissionais da área só no Rio de Janeiro, após a aprovação da Lei Complementar nº 181 pela Câmara Municipal, publicada no dia 5 de dezembro do ano passado. O decreto foi assinado pelo prefeito Marcelo Crivella, junto com outros membros do governo, políticos e membros da associação dos motos-taxitas do Rio. O evento aconteceu no pátio do Palácio da Cidade, que fica no bairro de Laranjeiras, com autoridades e moto-taxistas de diversas comunidades da cidade.

Segundo o prefeito, a regulamentação vai trazer mais dignidade e tranquilidade para a categoria. “Nós estamos assinando a regulamentação da profissão do mototaxista, que antes era conhecido como “mototraficante”, “mototralha”, essa era a maneira pejorativa pela qual se tratava esses trabalhadores que lutam de segunda a segunda, sob chuva, sol, poeira, levando o nosso povo para a sua residência e para o trabalho. Você vai ser regulamentado, a sua moto vai ser regulamentada, de forma que não vai ter um guarda de trânsito para te multar ou tomar sua moto.”

Durante discurso do atual prefeito sobre o decreto, moto-taxistas divergiram, por alguns momentos no salão principal do palácio, sobre as falas do prefeito. Enquanto o prefeito falava do decreto, um moto-taxista exclamou sobre a leis trabalhistas. “E o pessoal, senhor? E a CLT (Conselho das leis trabalhista)?” Rapidamente, o prefeito pediu calma ao motoqueiro. “Depois a gente conversa aqui. Fica calmo!” respondeu o prefeito.
Em outra fala, o prefeito falou sobre uma lei que permitiria a fabricação de motocicletas com Airbag. “Motocicletas só ser vendida, sai da fábrica, com Airbag… Eu espero que um dia a gente consiga aprovar essa lei” disse o prefeito sobre uma lei que tramita no senado.

O prefeito ainda falou sobre a troca de categoria da habilitação, informando que a prefeitura iria bancar o curso gratuitamente para a troca. “Estamos colocando no decreto que, no convênio da prefeitura, no conselho nacional de trânsito, nós vamos dar o curso pra vocês, gratuitamente…” afirmou Crivella.
De acordo com o presidente da Associação dos Mototaxistas do Rio de Janeiro, José Cláudio de Paula, a categoria tem cerca de 65 mil trabalhadores na cidade e está com muitas dúvidas sobre o decreto da prefeitura. “A categoria vem sofrendo diversos constrangimentos e apreensões na rua. Temos diversos pontos protocolados. Estamos querendo uma parceria com o município, para ver cumprida a lei”.

 

Após o evento, o prefeito se reuniu com alguns membros da categoria, moto-taxistas, assessores e políticos dentro de uma sala, deixando os demais moto-taxistas revoltados com algumas falas que escutavam pelo corredor do palácio. “Isso é mentira, não acredito nisso…” exclamou um moto-taxistas que foi impedido de entrar nessa reunião com o prefeito, ouvindo a reunião de fora. Parte da imprensa também foi impedida de acompanhar essa reunião, sendo retirada do salão principal.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top