Esgoto entupido causa transtornos aos moradores e comerciantes da Av. Itaóca

Segundo comerciantes, situação é recorrente e dificulta trabalho

Um entupimento no esgoto na Av. Itaóca, altura do número 2264, vem trazendo um enorme transtorno para os moradores e comerciantes que diariamente precisam lidar com o caos da água suja escorrendo, mal cheiro e o grande número de mosquitos.

Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

José Cícero, comerciante que trabalha há mais de 13 anos no local, conversou com a equipe do Voz e relatou que a situação já é rotina.

– Eu tenho 13 anos aqui e isso acontece toda hora. Junta chuva, lixo, eles vêm aqui só jogam um jato de água forte, desentope e aí não dá nem uma semana e volta tudo – contou ele.

José ainda ressaltou que na última sexta-feira (15) a equipe de conservação da prefeitura esteve no local, mas que bastou a chuva do final de semana para o entupimento voltar.

– Na sexta-feira (15) os funcionários da conservação tiveram aqui e desentupiram, eles até falaram que ia demorar a entupir de novo, mas veio a chuva e voltou tudo – ressaltou ele.

Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

Além de todo o transtorno pelo entupimento e mal cheiro, os comerciantes também tem receio da dengue devido ao acúmulo de mosquito e ainda ressaltaram o grande números de moscas que afeta a região.

– Tem lodo, acúmulo de água parada, enche de mosquito. Já tive dengue e tenho medo de ter novamente  – Contou Julieta Silva.

Começando o seu trabalho agora com uma barraquinha de Açaí, Tamires Pereira contou que as moscas atrapalham demais o seu trabalho.

– Estou começando hoje (19), trago tudo limpinho, fechadinho, álcool 70° pra manter limpo e higienizado, mas essas moscas ficam em cima de tudo – disse ela.

Com cerca de 20 metros de esgoto pela calçada, há partes com lodo, lixo e muitos mosquitos, e de acordo com Ricardo Wagner, nos últimos anos isso acontece o tempo inteiro.

– Não sei o que vem acontecendo no Rio, há muito abandono e nos últimos cinco anos o caos se instalou, aqui na Itaóca em todos os pontos tem esse caos, é esgoto vazando, lixo por todos os lados e os nossos governantes parecem não ligar – disse ele.

Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidade

Outro ponto abordado pelo gráfico, é o acúmulo de lixo que piora a situação que já é caótica.

– Vivemos uma situação de abandono pelos governantes e infelizmente, algumas pessoas não colaboram e saem jogando lixo aonde não devem, e, junta a falta de manutenção, com o aumento da população local, sem uma obra que torne o esgoto com a drenagem local suficiente. Infelizmente, estamos à mercê da sorte – lamentou Ricardo.

Durante a presença da equipe do Voz das Comunidades no local, uma equipe de Conservação da Prefeitura do Rio, chegou para atender o chamado dos moradores e comerciantes. Em conversa, um dos funcionários comentou o trabalho que seria feito no local.

– Nossa equipe nem é a da região, apenas recebemos o chamado e viemos, e na situação que vimos aqui, colocamos uma mangueira que tem o trabalho de sugar o lixo para trás e também de abrir espaço para água passar com os jatos de água – revelou ele.

Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

Ao ser questionado sobre a reclamação dos moradores do problema ser recorrente, o funcionário falou que o questão do lixo é uma das coisas mais afetam de maneira negativa.

– O bairro cresceu, o que trouxe uma demanda maior para a tubulação e quando vem a chuva há um acúmulo de água maior que se junta com o lixo fora do local e causa esse transtorno. Temos que fazer nosso trabalho de conservação, mas a população tem que trabalhar em conjunto evitando jogar lixo na rua. Sempre tiramos muito lixo dos bueiros, vocês nem imaginam o que encontramos- contou ele.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top