Lançamento do ID Jovem no CRJ e a opinião de quem utiliza o programa

Aconteceu na última sexta-feira (20), no Centro de Referência da Juventude do Complexo do Alemão, o lançamento do Programa Identidade Jovem (ID Jovem). O programa é voltado para jovens de 15 a 29 anos pertencentes à família com renda mensal de até dois salários mínimos. Nele, pode-se adquirir descontos de 100% em viagens interestaduais, valendo para ônibus, trens e embarcações.

As pessoas que fizerem o cadastro, também podem efetuar o pagamento de meia-entrada em eventos culturais e esportivos. Disponível como aplicativo para IOS e Android, a inscrição é permitida somente com o número do NIS, adquirido no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), as informações desse processo estão no site www.caixa.gov.br/idjovem.

Além do lançamento do ID Jovem, aconteceram apresentações das turmas de Ballet, Hip-Hop, lutas e desfile de moda do projeto Favela é Fashion. Também participaram do evento, membros da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (SEELJE). Segundo a organizadora da ação, Karen Melo, essa é uma oportunidade para os moradores do Complexo conhecerem as atividades promovidas pelo CRJ.

A jovem de 19 anos, Sabrina Martina utiliza o programa e conta que descobriu o ID Jovem em uma pesquisa na internet juntamente com um amigo. Eles se cadastraram e viajaram para São Paulo. Ao contrário da experiência de Martina, alguns amigos não conseguiram acessar o aplicativo. Eles foram dirigidos para o CRAS, mas não obtiveram as devidas informações para solucionar o problema. Segundo Sabrina, o programa é uma política pública que funciona, mas que precisa melhorar, pois falta informação, divulgação e pessoas para dar assistência à quem pretende acessar o ID Jovem.

Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Nascida e criada no Complexo do Alemão, Martina utilizou o trem e metrô do Rio de Janeiro pela primeira vez no ano passado. Ela vive a realidade de muitos jovens da favela, e por esse motivo, ressalta a importância do programa e da divulgação, pois mesmo com o lançamento no Complexo, os moradores não conhecem como é o funcionamento do ID Jovem. “A gente que mora em favela é criminalizado o tempo todo.  Querendo ou não tem um mundo invisível, tem um toque de recolher dos ônibus que não circulam até tal horário, a passagem que é cara. Então, tendo uma ferramenta tão poderosa como o ID Jovem é uma parada muito importante. Faz com que a gente conheça outras culturas. E através disso, a gente faz mais conexões e fortalece as favelas da melhor forma”, contou Sabrina Martina, ao jornal Voz das Comunidades.

O Centro de Referência da Juventude é localizado na Estrada do Itararé, 690, atrás do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes. E o Centro de Referência em Assistência Social é localizado na Estrada do Itararé, 221, Ramos, antigo Postinho de Saúde da Central no pé do Morro do Alemão.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top