OPINIÃO | É campeão!

Todo mundo de olho na Copa! Também né quantas alegrias o futebol dá pra gente, com seleção, time do coração, escolinha do filho, jogos no campinho, na quadra da escola, no radinho, na televisão. E que brasileiro não quer soltar o grito de campeão depois da tristeza do 7 a 1? Mas, o Brasil já é um campeão mundial, só que sem um pingo de alegria e de atenção da gente porque é uma derrota de 10 a 0 [que aumenta a cada ano] e tá bem na mesa da gente todo dia. É o país que mais consome agrotóxicos pra uso na agricultura, venenos que estão nos alimentos que a gente paga pra comer.  

O Brasil é campeão mundial em consumo de agrotóxicos desde 2008. Pode isso, Arnaldo? É bola fora com penalidade máxima que sobra pra gente. Alimentos vendidos sem que a gente sequer saiba que têm agrotóxicos e quais prejuízos causam na saúde e no meio ambiente.

O que é agrotóxico?

Agrotóxicos são produtos feitos com substâncias químicas usados na agricultura pra matar insetos, fungos, ácaros, roedores e combater pragas em grandes plantações. São venenos que contaminam solo e água, que intoxicam quem usa e quem mora ao redor de plantações, e que ficam impregnados nos alimentos que a gente paga pra consumir.

Qual o problema?

O problema não é apenas usar agrotóxicos, é também abusar do seu uso: desrespeitar o limite máximo de resíduos [LMR] nas plantações e  o limite máximo de quantidade de consumo, de ingestão diária aceitável [IDA], aplicar substâncias não autorizadas, proibidas, aplicar em plantações de diversos alimentos.

Outro problema é que agrotóxicos são aplicados na parte externa dos alimentos e na terra de cultivo. O resultado é a contaminação dos alimentos por fora e por dentro. E isso torna mais difícil pra gente se livrar dos resíduos de agrotóxicos em frutas, legumes e verduras, porque as substâncias estão nas cascas, folhas, nos talos e nas polpas, nas seivas.

Mesmo que a gente lave e descasque, vai comer os agrotóxicos que foram aplicados na terra e entraram no DNA dos alimentos cultivados com veneno. Os agrotóxicos mais usados atualmente no Brasil são exatamente esses aplicados no solo, que entram no fruto desde a seiva até o DNA.

Os problemas do consumo exagerado de agrotóxicos pra uso nas plantações afetam o consumo da gente. É o que a gente come todo dia, em vários alimentos. Se a gente comesse vez ou outra, em um ou outro alimento, beleza, porque não ia acumular no organismo. Então, a gente fica com o problemão de consumir alimentos com agrotóxicos, acumular os venenos no organismo e ficar exposta aos riscos pra saúde [sem nem saber].

Tem agrotóxicos em pimentão, morango, pepino, alface, cenoura, abacaxi, beterraba, couve, mamão, tomate, laranja, maçã, arroz, feijão, repolho, manga, cebola, batata, banana. E a gente não devia botar pra dentro do organismo tantos venenos usados nas plantações, muito menos substâncias não autorizadas ou já proibidas em vários outros países. A gente come sem nem saber porque não tem aviso. Produtores rurais que encharcam alimentos de agrotóxicos não precisam informar quais venenos são usados nem a quantidade aplicada em suas plantações.

Tem que ser assim tão ruim pra gente?

Não tem plaquinha na feira nem nos mercados indicando que é fruta com agrotóxicos, legume com agrotóxicos, verdura com agrotóxicos. Devia ter. Porque faz tempo que tem alerta pro consumo exagerado de agrotóxicos nas plantações e pros riscos de prejudicar gravemente a saúde da gente.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária [ANVISA] deu o alerta em 2010, quando divulgou relatório com registros da alta presença de agrotóxicos em alimentos brasileiros. Já o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor [Idec] na época deu o alerta de que a gente precisa de regras mais rígidas pro uso de agrotóxicos. O alerta do Instituto Nacional do Câncer [INCA] veio em 2015 com a divulgação do documento técnico Posicionamento público a respeito do uso de agrotóxicos sobre os efeitos que agrotóxicos podem causar na saúde [de dor de cabeça e náuseas a câncer, infertilidade, impotência].

Políticos agora querem afrouxar as regras pro consumo de agrotóxicos no Brasil e desconsiderar seus efeitos nocivos pro meio ambiente e pra saúde da gente. O que já deu ruim pra gente pode ficar ainda pior. No entanto, não tem que ser assim.

Você pode dizer pros políticos, com um clique, que chega de tanto agrotóxicos no seu prato, na mesa da sua família: assine a petição aqui no site da campanha #ChegaDeAgrotóxicos. E saiba mais sobre o que o Brasil precisa fazer em benefício da gente [reduzir os agrotóxicos] e não pra garantir os lucros de quem produz alimentos com venenos que a gente paga pra comer [barrar o pacote de veneno que afrouxa as regras pro uso de agrotóxicos].

Semana que vem tem dicas práticas pra gente tentar tirar os resíduos de agrotóxicos nos alimentos. Até lá, aproveita pra dar uma olhada no primeiro texto que escrevi pro Voz das Comunidades sobre iniciativas extraordinárias em meio ambiente e sustentabilidade nas favelas cariocas: conheça a chef Regina Tchelly e seu negócio Favela Orgânica no Morro da Babilônia [ela cria receitas super nutritivas com cascas, folhas e talos, incentiva os vizinhos a terem sua hortinha, ensina tudo que sabe e já tem um programa lindo no Canal Futura] e a Rede Favela Sustentável [mapeamento de projetos e negócios sociais e ambientais].

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top