Para não zikar seu Verão

Com dias que antecedem o verão no país, alguns problemas sazonais começam a tomar formas. Nesta época vemos um combate mais intenso ao Aedes aegypti, resistente e adaptável, espécie está no centro da atual epidemia de zika, além de ser vetor de contágio da dengue, das febres chikungunya e amarela.

Na região nordeste surgem recentes casos de microcefalia, em maioria no estado de Pernambuco, vizinho paraibano, doença que pode ter ligação com zika vírus, sendo transmitida pelo Aedes.

Como o verão é ideal para a proliferação do mosquito, devemos tomar cuidado e nos precaver a uma futura epidemia. Todos os anos podemos perceber em nossos bairros/comunidades a aflição que essas doenças trazem, pois podem levar a morte. Ainda mais quando se tem ruas que formam poças quando chove, ás vezes temos até que armazenar água  em alguns momentos para futuras faltas.
Importante neste momento é a conscientização, pois todos sabemos da mediocridade da saúde pública neste país e acompanhamos durante esses anos várias vezes surtos de doenças causadas por este mosquito. Vale a pena verificar e certificar também com vizinhos e terrenos baldios abandonados se contam com focos do mosquito pedindo se for necessário nesses casos ajuda da vigilância sanitária municipal.
PREVENCAO-DENGUE

SOBRE O AUTOR:

IMG_20150727_112156Meu nome é Jandesson Antero, tenho 20 anos, sou estudante e curso Ciências Econômicas na Universidade Federal da Paraíba. Me divido entre João Pessoa (Mangabeira) e Baía da Traição.

Twitter: https://twitter.com/srantero

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top