DIVERSÃO & ARTE

A Última Resenha, Plantio no Parque da Maré e Hip-hop Contra Fome: um final de ano naquele pique

A Última Resenha, Plantio no Parque da Maré e Hip-hop Contra Fome: um final de ano naquele pique

Esse vai ser um final de semana realmente agitado pelas periferias do Rio de Janeiro. 2018 já está se aproximando do seu fim, mas não falta pique para quem gosta de festa. E o melhor: tudo muito acessível, para gostos variados, e até próximo de casa (dependendo, é claro, de onde fica a sua). Já

#Sextou – Programação de eventos do dia 07 ao 09 de dezembro

A sexta-feira chegou e com ela uma série de eventos por toda a cidade para promover um final de semana rico em entretenimento. Confira o apanhado que o Voz das Comunidades fez para você balançar o esqueleto: 07 de dezembro O Auto das Consciências chega ao palco do Teatro  Municipal Gonzaguinha, na Rua Benedito Hipólito,

#Sextoou: Confira os eventos nos dias de 30 a 01 de dezembro

A sexta-feira chegou e com ela o roteiro de atividades do Voz das Comunidades para ninguém ficar de bobeira em casa. Confira: 30 de novembro A Babilônia em Chamas – Varieté do Circo que agita a Arena Carioca Dicró. O evento é realizado no local toda última sexta-feira do mês e a partir das 19h,

‘Cuidado com o Neguin’, ‘Artrash’ e ‘Salgueiro Black Music’: provas de que resistir nem sempre precisa ser doloroso

“Durar, subsistir, conservar-se: apesar de doente, vou resistindo” esse é um dos significados para o verbo ‘resistir’ dado pelo Dicionário Online de Português, o Dicio. Desde que esta coluna voltou a ser produzida, há a preocupação de demonstrar como as periferias e favelas da cidade do Rio de Janeiro encontram novas maneiras de se impor

Opinião | Festival Mulheres do Mundo: O protagonismo do gênero

Foto: Reprodução/Festival mulheres do mundo O Festival Mulheres do Mundo, que aconteceu durante os dias 16,17 e 18 de novembro, marcou a cidade do Rio de Janeiro, mais especificamente o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio (MAR), na Praça Mauá . O público pôde aproveitar mais de 150 atividades gratuitas, como

Foto: Renato Moura

Circuito Gastronômico de Favelas agita o domingo no Complexo do Andaraí

Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades Neste domingo (25), aconteceu a segunda semana do Circuito Gastronômico de Favelas no Rio de Janeiro, dessa vez no Andaraí, Zona Norte. O evento contou com a presença de cozinheiros da própria comunidade. Entre outras comidas que puderam ser consumidas, o baião de dois, o espetinho de churrasco e o

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas

Circuito Gastronômico de Favelas no Andaraí terá Cachorro-quente por R$5,00 reais

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas Karina dos Santos Moura tem trinta e dois anos de idade, desses, vinte e oito morando no Andaraí. Ela saiu do emprego em uma lavanderia e resolveu investir em alguma coisa. Começou a vender lanches – hambúrguer com batata frita e refrigerante. Também prepara caldos e sanduíches naturais.

O Pequeno Príncipe Preto, Samba na Feira e CriptoFunk: cultura negra para todos os gostos

A semana do dia 20 de novembro marca o ponto alto do que ficou conhecido como o ‘mês da consciência negra’. Principalmente aqui no Rio de Janeiro, um dos estados brasileiros que mais recebeu escravos africanos durante os mais de 300 anos de escravidão no país, o feriado criado em homenagem à Zumbi dos Palmares

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas

Comerciante do Andaraí vai vender caldos de ervilha e mocotó no Circuito Gastronômico

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas Francisco Luiz Damasceno, de cinquenta anos, é morador do Andaraí há dezoito e é proprietário do “Bar do Grau”. Já faz mais de trinta anos que ele trabalha na área. Francisco é de Fortaleza, em uma família com vinte e quatro irmãos. Com tanta gente vivendo sob o

Centro Comunitário faz campanha de apadrinhamento de crianças para o Natal na Vila Kenendy

NOTA O Centro Comunitário Irmãos Kennedy está organizando uma grande festa de Natal para as crianças, no dia 15 de dezembro. O projeto começou uma campanha de apadrinhamento de crianças e quem desejar ajudar, pode contribuir doando roupas novas, sapatos e brinquedos para os pequenos atendidos pelo centro comunitário. Doações de alimentos não perecíveis também

Top