Gírias da favela

O mistério da cutcharra

O mistério da cutcharra

Não era sexta-feira. Não estava subindo lugar nenhum. Na real, já estava em posição fetal indo dormir quando aquele som de mensagem no WhatsApp despertou minha curiosidade. Era um amigo MC que não domina o poder de síntese enviando um áudio de quase um minuto. Resumindo, ele dizia “Aê, vâmo lá naquela parada amanhã comigo.

Para não ficar bolado no Campinho

Já reparou que toda favela tem um lugar chamado Campinho, onde não necessariamente existe um campinho? Pois bem, chega outra vez a sexta-feira, dia de rever os amigos. Saí do trabalho e fui direto para a pelada. Cheguei no pistão, quer dizer, no Campinho, e os times já estavam formados. Fiquei na de fora, trocando

Se mec é tranquilo, mec mec é favorável!

Era uma sexta-feira, subindo a favela, encontro um amigo que não via desde o tempo de escola. Perguntei como andavam as coisas e o maluco me responde com um “Tá mec!”. Fiquei com aquela cara de branco do asfalto e comecei a procurar um contexto. É isso que a gente faz quando não conhece uma

Top