Sim, nós podemos

Dr. Fernando: “O advogado que faz a diferença”

Dr. Fernando: “O advogado que faz a diferença”

Nascido numa família humilde e pobre, filho único da merendeira Maria Costa, residia no Colégio Laís Netto dos Reis, localizado no subúrbio carioca da Zona Norte, no bairro de Olaria, na Praça Belmont. Luiz Fernando Costa, hoje com 57 anos, formado em Direito pela Universidade Santa Úrsula, em Botafogo, solteiro, pai de oito filhos, vem

Conheça a Bibi Perigosa da vida real

Bate-papo com Fabiana Escobar, a inspiração para a personagem da novela “A Força do Querer” Quem acompanha a atual novela das 9h da TV Globo, “A Força do Querer”, está assistindo à atriz Juliana Paes interpretar a personagem Bibi Perigosa. Na trama, Bibi é casada com Rubinho, que foi preso por tráfico. Na prisão, ele

Coluna Zen Ferreira

Mototaxista da Penha sonha entrar para faculdade e construir um futuro melhor

Gracindo de Souza, 40 anos, morador do Complexo da Penha desde criança, casado há doze anos, dois filhos Tenho uma vida estabilizada, amo muito minha esposa, sou uma pessoa bastante “família”, me dedico dia após dia nessa profissão de mototaxista que exerço com muito amor e carinho e bastante disciplina. E o principal: a educação

Foto: Christian Rodrigues/Voz das Comunidades

A arte da resistência do morador do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo

O artesão Ailton Pompilho dos Santos está há 25 anos nas ruas com seus trabalhos de entalhamento e pintura Ailton Pompilho dos Santos, de 51 anos, nascido e criado na comunidade do PPG, é artesão e sua arte é um verdadeiro ativismo social pela desmarginalização do morador de favela. Ele desenvolve há 25 anos seus

Foto: Arquivo Pessoal

A história de Bruno Favela e sua luta para resgatar vidas da Vila Kennedy

Um campeão fora do ringue Os cinturões e as medalhas penduradas na estante das paredes da sede da academia de luta “Resgatando Vidas”, na Travessa Cartagena, s/n, Manilha, na Vila Kennedy, Zona Oeste, não são suficientes para expressar as principais vitórias do projeto. O dono da academia de luta que oferece, além do projeto gratuito

Caravana do Emprego e Cidadania chega ao Complexo do Alemão nesta terça-feira (31/10)

Atendimentos começarão a partir das 9h, distribruição de senhas será uma hora antes A próxima edição da Caravana do Emprego e da Cidadania, que oferece serviços gratuitos  à população como retirada de documentos, será realizada nesta terça-feira (31), a partir das 9h, na Vila Olímpica Carlos Castilho, no Complexo do Alemão. A ação itinerante é

Atleta do Complexo do Alemão estreia no MMA profissional

Luta de Pamela “Pitbull” será transmitida pelo canal Esporte Interativo, no próximo sábado O Complexo do Alemão vai ter uma representante no ringue do MMA profissional no próximo sábado, 7 de outubro, no evento “Watch Out Combat Show”,  o “WOCS 47”, com transmissão ao vivo do canal Esporte Interativo. É a estreia de Pamela Pitbull,

#Oportunidade: Inscrições abertas para curso gratuito de economia criativa

Para potencializar pequenos negócios, “Inventividades” terá aulas online, imersão e prêmios O projeto “Desabafo Social” está com inscrições abertas para a primeira turma no Rio de Janeiro do “Projeto Inventividades”, voltado para formação na área de economia criativa. O objetivo do curso que acontecerá em três etapas –  formação online, imersão e premiação – é potencializar

Foto: Divulgação

Vila Cruzeiro no mapa cultural da cidade

Formado por moradores da comunidade, o grupo promove um diálogo entre a favela e elementos da dramaturgia universal Típica de qualquer favela, a laje virou sinônimo de diversão. Essa instituição cultural das favelas cariocas é o local preferido para festas, encontros, churrascos, banhos de mangueira, pegar aquele bronzeado no verão, e teatro. É isso mesmo

Foto: Caio Lima

Ex-moradora de rua incentiva leitura na Vila Vintém para os moradores

O amor de Maria Inês, moradora da Vila Vintém, pela literatura poderia ser um daqueles impossíveis REPORTAGEM DE: Alessandra Caldes e Jefferson Baptista Mas não foi. Por causa da paixão pelas letras, que conheceu através da mãe que escrevia o alfabeto na terra com um graveto de goiaba quando ela tinha seis anos, hoje Maria

Top