Artigo | Mentes saudáveis, e os meses coloridos!

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, temos como saúde mental o estado de bem-estar onde o indivíduo tem a capacidade de fazer uso de suas habilidades produzindo e interagindo de forma significativa consigo e os demais. Em 2015, o Centro de Valorização da Vida – Instituição sem fins lucrativos atuante na prevenção do suicídio desde 1962 – iniciou uma campanha com proporção mundial em que ficou combinado cada mês ser marcado pela conscientização, prevenção de determinadas doenças que afetam a saúde mental de qualquer pessoa, em qualquer idade e também, classe social. Por falar no Centro de Valorização da Vida, o mesmo está disponível para atendimento de ligações de todos os lugares do Brasil, a fim de dialogar com pessoas com ideação suicida – belíssima iniciativa preventiva em prol da vida. Mas, voltando a falar sobre a mente, se a mesma estiver livre e equilibrada, saudável e nutrida, renovada por pensamentos positivos, particularmente acredito que: “tudo pode acontecer”. Como disse Albert Einstein, “pensamento é matéria”.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, temos como saúde mental o estado de bem-estar onde o indivíduo tem a capacidade de fazer uso de suas habilidades produzindo e interagindo de forma significativa consigo e os demais. Assim, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece atenção à saúde mental através dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), Serviços Residenciais Terapêuticos, Centros de Convivência e Cultura, as Unidades de Acolhimento e os leitos de atenção integral em Hospitais Gerais ao atender pessoas com transtornos mentais.

A comunidade de psicólogos, estudantes de psicologia e demais profissionais, de diversas áreas da saúde abraçaram a causa onde a campanha viralizou na internet através também da força que força que possui as redes sociais. Assim, de janeiro a janeiro, os demais meses levantam cada um sua bandeira simbolicamente defendendo então, uma causa. O mês de janeiro, por exemplo, divulga o janeiro branco com forte reflexão dada a orientações em relação ao cuidado, com a saúde mental de todas as pessoas.  Já o mês de fevereiro tão conhecido pelo carnaval e por ser também um mês curto, levantou a bandeira na cor roxa ou laranja que trouxe a conscientização do lúpus, o mal de alzheimer, a fibromialgia e também a leucemia. Outro movimento forte da campanha foi o Outubro Rosa que tem como proposta a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama, como objetivo encorajar mulheres para com a realização de exames logo, o tratamento a fim de que haja chance de redução da mortalidade.

Falar de saúde mental implica em trabalharmos o fato de que pessoas mentalmente saudáveis possuem a capacidade de olhar o mundo por uma perspectiva positiva e que de fato a vida pode ser – e será – maravilhosa! Assim, a possibilidade de entender e compreender que o ideal não existe, abrindo-se para o novo ao explorar por que não, novas possibilidades!? Com isso, a compreensão de que pessoas são falhas e que não ficou um perfeito para nos contar a história dizendo-nos como alcançou a tão sonhada e desejada perfeição. Pessoas saudáveis emocional e mentalmente alcançam o equilíbrio ao ponderar todo e qualquer tipo de acontecimento. Colocam a força na peruca para relaxar a mente a fim de que não sofram e adquiram doenças de origem psicossomáticas que são as doenças relacionadas ao pensamento, sentimentos e emoções afetando o corpo tendo origem na alma  e, no psicológico e manifestando-se no corpo físico. No entanto o resultado pode ser por sentimentos positivos como, por exemplo: a alegria, o amor, a satisfação etc.

A capacidade de viver de maneira autônoma: jamais apegadas ao extremo com demais pessoas. Corajosas são ao se despedirem de sentimentos tóxicos como a raiva e a frustração por exemplo. Detalhe: enfrentam desafios diários se abrindo para mudanças capazes de lhes fazer virar o jogo! Nada melhor do que aceitação de que no momento, algo não está legal com a minha, a sua a e por que não a nossa saúde mental!? O fato de a pessoa aceitar essa condição pode ser visto e tido, como cinquenta por cento de todo um caminho que está sendo percorrido em prol de uma mente sã. Grande passo para a ressignificação logo, sua validação para viver de maneira plena e significativa. Não estou dizendo que é fácil, porém somos capazes de no Dancin Days como disse Lulu Santos, #freneticamenteabrir nossas asas e soltar nossas feras”. Vale ressaltar que a música continua dizendo que “na nossa festa vale tudo, vale ser alguém como eu, como você”.

As cores e suas bandeiras

  • Janeiro Branco (conscientização à Saúde mental).
  • Fevereiro Roxo/Laranja (conscientização do lúpus, do Mal de Alzheimer e da fibromialgia e da leucemia).
  • Março Azul escuro (debate sobre a prevenção ao câncer colorretal).
  • Abril Azul (dia 02/04 Dia Mundial de Conscientização do Autismo).
  • Maio Amarelo (prevenção de acidentes de trânsito).
  • Junho Vermelho (importância de doação de sangue)
  • Julho Amarelo (conscientização sobre o câncer ósseo e também as hepatites virais).
  • Agosto Dourado (Semana Mundial da Amamentação. Lembrando a importância do leite, a cor dourada – alimento ouro – é usada.
  • Setembro Amarelo (conscientização sobre o suicídio e se incentivo à doação de órgãos).
  • Outubro Rosa (conscientização sobre o câncer de mama).
  • Novembro Azul (conscientiza sobre a prevenção e combate do câncer de próstata).
  • Dezembro Laranja/Vermelho (laranja para o câncer de pele e vermelho, para a prevenção da AIDS).

FIOCRUZ. Saúde Mental. Disponível em https://pensesus.fiocruz.br/saude-mental. Acesso 07 de jul. 2018

CONQUISTE SUA VIDA. As cores dos meses e os seus significados: entenda cada campanha voltada à saúde. Disponível em http://www.conquistesuavida.com.br/noticia/as-cores-dos-meses-e-os-seus-significados-entenda-cada-campanha-voltada-a-saude_a7727/1 Acesso 07 de jul. 2018

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top