Comerciante do Andaraí diz que o Circuito Gastronômico é uma oportunidade de valorizar os cozinheiros da comunidade

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas

Michel de Andrade tem quarenta e três anos de idade e há quarenta e um mora no Andaraí. Apesar dele atualmente trabalhar com fretes, mototáxi e entregas, a ideia é investir em alguma coisa na área da comida mais para frente. Michel já prepara churrascos nos eventos sem fins lucrativos que acontecem na comunidade.

Também gosta de preparar outras comidas, como o cuscuz. Michel conheceu a receita com a família, que é do nordeste, de Caruaru, Pernambuco, em especial, com a tia Veva. Ele inseriu mais alguns ingredientes na receita e quem provou diz ter gostado do resultado, “é diferente e as pessoas gostam”.

A receita de cuscuz do Michel e outras comidas de churrasco vão estar no Circuito Gastronômico de Favelas no próximo dia vinte e cinco, no Andaraí. 

Para Michel, essa é uma grande oportunidade para “interagir, mostrar e valorizar os cozinheiros da comunidade”. 

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas

Foto: Lipe Borges/ Circuito Gastronômico de Favelas

O cardápio é diversificado.

– As opções de espetinho: carne; misto (carne e linguiça calabresa); coração de galinha; frango; linguiça de pernil; kafta; vegano (abobrinha, palmito e champignon); carne seca.

O espetinho acompanhado por cuscuz vai custar seis reais.

– A unidade do pão de alho, quatro reais.

– Uma porção de cuscuz, seis reais.

Vão ser duas opções de cuscuz. A primeira com coco, azeitona, porco e queijo mussarela. A segunda com tomate, cebola, pimentão, bacon, lingüiça calabresa e queijo coalho.

O circuito vai acontecer na rua Jeribá – Andaraí, a partir do meio dia até às oito da noite.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top