Crise na saúde: Caps João Ferreira pede socorro em carta à população do Rio

Nós, trabalhadores do Caps João Ferreira,
vimos por meio desta, comunicar à população do Rio de Janeiro, a precariedade estrutural e dos vínculos empregatícios a que estão sendo submetidos os profissionais e usuários deste serviço.

Temos nos deparado diariamente com inúmeras situações, como :
-Infestação de baratas
-Queda de luz
-Estrutura física necessitando de reparos
-Vários ar-condicionados que já não funcionam há mais de 1 ano

Vale ressaltar que trabalhamos numa estrutura de Container, no qual não possuímos nenhuma janela ou ventilação natural .

A falta de manutenção estrutural gerou o alagamento da parte interna do serviço atingindo diretamente leitos, arquivos e colocando em vulnerabilidade as instalações elétricas e também os trabalhadores e usuários acolhidos.

Estamos também com falta de mobiliário e insumos básicos para condução de um cuidado minimamente digno.

Nossos salários estão sofrendo atrasos recorrentes desde o início da gestão do prefeito Marcelo Crivella. Destacamos que até a presente data, não recebemos o salário referente ao mês de dezembro.

Consideramos esta situação gravíssima, pois a mesma provoca a redução da capacidade da equipe de acompanhar as pessoas com transtorno mental grave e em sofrimento psíquico, de acolher as crises psiquiátricas e apoiar as equipes das Clínicas da Família, nesta tarefa. Além de dificultar nossas ações de reinserção social de pacientes de longa permanência, em Hospitais Psiquiátricos.

Basta!
Nenhum Serviço de Saúde a Menos!
Em defesa do SUS e da Reforma Psiquiátrica!

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top