Destruição de florestas não é sinônimo de desenvolvimento

Recentemente a ONG Greenpeace entregou na Câmara dos Deputados um projeto de lei oriundo de uma das maiores campanhas pela sustentabilidade do nosso país. O projeto de lei proíbe o corte de floresta nativa no Brasil e a emissão de autorizações para novos desmatamentos. A proposta de lei também estabelece que devam existir exceções para agricultores familiares por um período de cinco anos, até que sejam implementados programas de assistência técnica e extensão rural compatíveis com o uso sustentável da floresta.

A atual legislação brasileira ainda permite o desmatamento. Estima-se que, somente na Amazônia, de 10-20 milhões de hectares de floresta ainda podem ser cortados legalmente. Legal ou ilegal, o planeta não suportará mais destruição e precisamos dar um basta agora. A ciência não cansa de nos alertar e esta pode ser a última chance de o Brasil mostrar que está pronto para enfrentar os desafios dos novos tempos, com toda sua força e sabedoria.

Brasil, Santarém, PA. 05/06/2009. Madeireira ao lado de área com vegetação ainda nativa, preservada, no município de Santarém. A cidade é conhecida como a "Pérola do Tapajós", devido ao rio que banha a cidade. - Crédito:ALBERTO CÉSAR ARAÚJO/AE/AE/Codigo imagem:41882

Brasil, Santarém, PA. 05/06/2009. Madeireira ao lado de área com vegetação ainda nativa, preservada, no município de Santarém. A cidade é conhecida como a “Pérola do Tapajós”, devido ao rio que banha a cidade. – Crédito:ALBERTO CÉSAR ARAÚJO/AE/AE/Codigo imagem:41882

Já é comprovado que não é mais preciso desmatar nossas florestas para produzir. O maior exemplo vem da soja, que desde 2006 não se compra soja de área desmatada, e a soja na Amazonia triplicou sem novos desmatamentos, o mesmo deve acontecer o gado e outros produtos oriundos das nossas florestas.

Ainda na Amazônia, o Brasil se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até 2030. Continuar o desmate é ilógico pelo viés ambiental ou pelo econômico, seja na Amazônia, seja no Brasil. Assim, se o projeto de lei da Greenpeace for aprovado, será um novo ciclo no país. Vamos unir nossos esforços e assinar pela petição no site da organização.

Entenda a campanha e assine a petição: www.desmatamentozero.org.br

AUTOR

Cryslan_de_moraes_colunistafixooficial

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top