Omissão durante tiroteio desespera familiares e vizinhos

Uma moradora em trabalho de parto precisou aguardar um cessar-fogo em meio a operação que acontece desde o início da manhã de hoje no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, que conta com a presença de militantes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), o Centro de Operações Especiais (COE) e policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

A jovem, que estava em casa no momento dos disparos se apavorou com a violência da operação, que conta com rajadas, bombas e o apoio do Caveirão, carro blindado usado pelo Batalhão de Operações Especiais da Polícia e com o susto e em meio ao caos, o bebê deu sinal de que ia nascer.

De acordo com vizinhos, a moradora conhecida como Ana pediu ajuda em torno das 8:20h, horário em que a bolsa estourou e a gestante de 17 anos teve que aguardar mais de 3h um momento menos tenso para ser encaminhada para o Hospital de Bonsucesso. 

Vale lembrar

As escolas dentro e próximas ao Complexo do Alemão tiveram suas aulas canceladas.

Veja mais

Comentários Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Please arrange the below number in decreasing order