Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro tem inscrições abertas para concurso

APPERJ – Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de Janeiro convida todos os poetas a participarem do  Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro (Prêmio Francisco Igreja)

O tema do concurso é livre, sendo aceitos todos os estilos poéticos. Cada concorrente pode enviar três poemas e devem ser escritos em português e em no máximo 30 linhas, incluindo os espaços. A inscrição custa R$ 10,00 por poema e é necessário que o concorrente envie uma cópia do depósito feito em nome de APPERJ, no Banco Itaú, ag. 9291, cc 15466-5, até o dia 31 de julho de 2015, para: VIII Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro – Prêmio Francisco Igreja; Rua Oscarito, 61, CEP: 22743-730, Freguesia/Jacarepaguá, Rio de Janeiro/RJ, valendo como data de entrega o carimbo do correio.

Os dados do autor deverão ser enviados em envelope lacrado, o trabalho deverá ser apresentado com pseudônimo e digitado (não serão aceitos poemas manuscritos), constando de: nome completo do autor; nome literário; pseudônimo; título da obra; endereço completo – CEP inclusive; telefone para contato – indicar DDD; e-mail. O envelope lacrado com os dados do autor deve ser enviado dentro do envelope maior contendo o(s) poema(s) para o concurso. É importante colocar como remetente, o nome Francisco Igreja e o mesmo endereço do destinatário. A identificação indevida do poeta, assim como o não atendimento a qualquer item do regulamento, acarretará na desclassificação do mesmo.

Serão selecionados os 20 melhores textos, e os autores receberão certificado de Menção Honrosa e prêmios no valor de mil reais, assim distribuídos: 1° lugar: R$400,00; 2° lugar: R$300,00; 3° lugar: R$200,00 e melhor intérprete: R$100,00.

O poeta 1° lugar em texto receberá o Prêmio Francisco Igreja, que constará de: além do prêmio em dinheiro; publicação sem ônus na coletânea PERFIL e medalha Francisco Igreja.

O encerramento do concurso acontecerá dia 25 de setembro de 2015 (6ª feira), a partir das 17h, no Auditório Machado de Assis, da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top