FIOCRUZ abre suas portas para discutir sobre violência, mídia e saúde

No próximo dia 06 de junho, às 13:30, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) abrirá suas portas em celebração dos 30 anos do Sistema Único de Saúde com um clico de palestras sobre violência, mídia e saúde

O evento que será realizado no Salão de Leitura da Biblioteca de Manguinhos contará com a palestra da professora Gizlene Neder, da Universidade Federal Fluminense (UFF), sobre a ‘Violência no Rio de Janeiro: atualização histórica, apropriação cultural e sentimentos políticos’.
O objetivo do seminário é propor uma discussão das relações entre a violência, que marca a realidade brasileira nas últimas décadas, o papel da mídia no debate sobre esta situação e as potenciais soluções, além das consequências para a saúde da população, especialmente a de baixa renda, que historicamente sofre os impactos imediatos”, explica Ricardo Dantas, coordenador do Centro de Estudos.
A partir desta perspectiva histórica, o debate prossegue com a pesquisadora Kathie Njaine, do Departamento de Estudos sobre Violência e Saúde Jorge Carelli (Claves/Fiocruz) que trará o ponto de vista das políticas de saúde. Além disso, contará também com a presença da comunicadora Renata Souza, cria da Maré, pós-doutoranda em Mídia e Cotidiano da UFF e ex-chefe de gabinete da vereadora Marielle Franco – ativista de direitos humanos executada em março deste ano, ao lado do motorista Anderson Gomes, em circunstâncias ainda não elucidadas. Como debatedora, a convidada discutirá o papel da mídia e as consequências para as populações de baixa renda, em especial nos territórios fluminenses.
A mediação do seminário será conduzida pelo pesquisador Wilson Borges, do Laboratório de Comunicação e Saúde do Icict. O evento é aberto e tem inscrições gratuitas, pelo site eventos.icict.fiocruz.br. Haverá transmissão online, pelo canal da VideoSaúde Distribuidora

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top