Funcionários do teleférico estão sem receber e farão protesto nesta tarde

Sem previsão para retornar ao trabalho e sem receber pagamento, funcionários do teleférico do Alemão farão um protesto na tarde desta terça-feira (18), na estação da Baiana.

Após ter o funcionamento interrompido desde 14 de setembro para reparos nos cabos que sofriam desgastes, o teleférico foi fechado por falta de pagamento do Estado. De acordo com a concessionária que administra o serviço, cerca de 150 funcionários devem ser demitidos.

Em nota, o Consórcio Rio Teleféricos declarou que assumiu a operação do teleférico do Complexo do Alemão em 08/03/2016. Desde então, recebeu apenas um dos sete pagamentos mensais que lhe são devidos pelo Estado do Rio de Janeiro, o que, inviabiliza financeiramente a continuidade da execução do contrato.

Contrário a persistente inadimplência do Estado, o Consórcio Rio Teleféricos até o momento cumpriu com todas os compromissos financeiros assumidos com seus funcionários e prestadores de serviços.

Por não haver previsão para a regularização dos pagamentos pendentes, não restou ao consórcio outra alternativa que não a de suspender o cumprimento de suas obrigações contratuais.

De acordo com notificação enviada à Secretaria de Transportes em 14/10/2016, a suspensão contratual começará nesta sexta-feira (21/10/2016), a partir de quando o Estado deverá assumir diretamente a responsabilidade integral pelo sistema do teleférico, inclusive os serviços de segurança, vigilância e limpeza, conservação das estações.

Enquanto durar a suspensão do contrato, o consórcio não poderá tomar qualquer medida visando a substituição dos cabos do teleférico, cuja necessidade motivou a paralisação das operações do sistema.

A equipe de jornalismo do Voz da Comunidade vai continuar acompanhado o caso e atualizando os moradores do Alemão.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top