Desfile de escola de samba da série D na estrada Intendente Magalhães. (Foto: Vladimir Platonow / Agência Brasil)

Texto: Ygor Pinheiro

1 de janeiro de 1948. É essa a data que viu nascer uma das escolas mais tradicionais da zona oeste do Rio de Janeiro, a G.R.E.S Unidos de Cosmos. Fruto do bloco carnavalesco União de Cosmos, durante o carnaval de 2019, a agremiação luta com unhas e dentes para conseguir passar pela estrada Intendente Magalhães. Sob o comando do presidente Rafael Júnior (44) e com o enredo ‘O Nordeste que ninguém viu! Do gelo emergiu o tesouro do Brasil!’, a escola celebra seu 71º carnaval em meio a um dos momentos mais conturbados da história da festa.

“Nós nos denominamos de ‘a escola da superação’, porque tudo é na base de muita luta. Muito sacrifício. A gente é guerreiro, nós somos lutadores, então vamos pra cima” disse o presidente administrativo da Unidos de Cosmos durante entrevista para o Manual do Rolé.

Quadra da Unidos de Cosmos. (Foto: Ygor Pinheiro)

Localizada à cerca de uma hora e meia dos holofotes da Sapucaí, a Unidos de Cosmos sempre viveu altos e baixos. Um desses momentos foi a pausa de quase 10 anos sem que a agremiação pisasse em qualquer avenida, que acabou no ano de 2002, quando José Geraldo dos Santos (o “Professor Geraldo”) assume a presidência e traz consigo um compositor de grandes feitos, Rafael Júnior. Cria de Paciência, Rafael foi o responsável por fazer com que a Paraíso do Tuiuti alcançasse a série A em 2000 e o Grupo Especial em 2017, através de dois sambas-enredo de sua autoria (‘Uma delícia glacial no país do carnaval’ e ‘A farra do boi’, respectivamente). Desde 2009, a escola de Cosmos faz parte da Série D do carnaval carioca e Rafael é um dos maiores campeões de sambas-enredo da história, tendo emplacado seis deles.

“A Tuiuti estava entrando na avenida com o meu samba e eu tirando o carro da Cosmos do barracão [em Madureira]. Eu gosto de onde tem luta, o glamour não me vence” contou Rafael Júnior.

Rafael Júnior, presidente administrativo da Unidos de Cosmos. (Foto: Ygor Pinheiro)

No entanto, o mandato do atual prefeito Marcelo Crivella (PRB) tem sido doloroso para o carnaval na cidade. Os cortes no orçamento para os desfiles são recorrentes e se a situação já é complicada para quem participa do Grupo Especial, da Série A para baixo, fica mais triste ainda. Até a data em que a coluna entrevistou o presidente da Unidos de Cosmos (21/02), há menos de duas semanas da data marcada para os desfiles na Intendente Magalhães, nenhum depósito havia sido feito pelo Estado, o que vai impossibilitar diversas escolas de desfilar. Para as integrantes da série D, neste ano, foi prometido cerca de R$ 25.000,00.

“Eu tenho crianças que vêm aqui ensaiar e me perguntam: ‘E minha fantasia? Já tá pronta? Como é que vai ser?’ E isso me dói o coração. Como é que eu digo pra essas crianças que não tem nada?” disse Rafael à coluna do Voz das Comunidades.

Integrante da agremiação trabalhando em fantasia da ala das baianas. (Foto: Ygor Pinheiro)

Em 2019, a G.R.E.S Unidos de Cosmos escolheu falar sobre o nordeste brasileiro em seu samba-enredo, mas não de uma maneira comum. O desfile mostrará o passado da região sobre o qual poucas pessoas parecem saber, antes da chegada dos portugueses no século XV e até da separação dos continentes, contando como foi o período glacial neste local do Brasil. Além disso, fazem parte do enredo a chegada do Homo Sapiens ao território, que aconteceu há cerca de 50 mil anos, e a oposição à escravização praticada pelo Quilombo de Palmares. A pesquisa para o enredo foi feita pela historiadora Maria Luiza Kassab e o desenvolvimento está sendo feito pelo carnavalesco Alex Porfírio.

“Estamos aqui pra brigar por Cosmos, somos a Unidos de Cosmos. Arame farpado, aqui é difícil de atravessar” concluiu Rafael Júnior.

Costureira trabalhando em uma das fantasias da escola. (Foto:Ygor Pinheiro)

Os desfiles na estrada Intendente Magalhães acontecem entre o domingo (3) e a terça-feira (5) de carnaval, a partir das 20h, e abrigam as séries B,C e D do carnaval carioca. A Unidos de Cosmos é a nona escola prevista para desfilar no domingo e a entrada é gratuita.

Comentários Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Please arrange the below number in decreasing order