Presépio é inaugurado por grupo de moradores na Rocinha

Um morador passa, para e tira uma foto. Minutos depois, outros moradores repetem o gesto. O alvo das fotografias é um presépio construído e inaugurado na sexta-feira (28), por moradores da localidade conhecida como “Sete”, próximo a Estrada da Gávea, na Rocinha. Reis Magos, José (pai de Cristo), Virgem Maria (mãe de Cristo), Menino Jesus e outras peças compõem o cenário com direito a iluminação e uma árvore de natal com 2 metros de altura.

A ideia surgiu com o morador Ivan Martins, 64 anos, ex-presidente da escola de samba Acadêmicos da Rocinha – de 1999 a 2003. Após o rompimento com o samba, ele decidiu se dedicar a montagem da obra com a ajuda de moradores.

“Gastamos uma quantia simbólica. Nem foi muito. Mas é importante a gente se unir para fazer o bem. A gente se sente orgulhoso, mesmo vendo que muita gente não se mexe pra ajudar. Fazemos porque gostamos.”

Antes do presépio, as decorações natalinas próximo ao “Sete” começaram há 8 anos. Todo ano os moradores e Ivan instalam uma árvore de natal na região – a mais alta teve 8 metros. Os moradores estavam tentando construir o presépio faz 4 anos, mas por falta de financiamento não foi possível realizar. “O trabalho de um artesão é caro. Um pedaço de isopor para construir um rei Mago custa R$ 400,00”, explica ele.

A solução para o dinheiro veio através do armazenamento de latas de alumínio. Uma caixa foi construída para que moradores jogassem a lata dentro dela. Nesse ano, os moradores conseguiram arrecadar cerca de R$ 300,00 e organizaram um rateio entre eles para completar os gastos com a obra. Por ter conhecimento sobre esculturas carnavalescas e amizades com artesãos, Ivan conseguiu descontos na construção dos objetos para o presépio.

A inauguração foi marcada pela benção do Frei Arcanjo, da igreja Nossa Senhora da Boa Viagem e atraiu moradores da favela. A obra ficará exposta até o dia 28 de janeiro de 2015. Feliz com a inauguração, Ivan já pensa no ano que vem. “O ano que vem vamos trazer uma novidade para o presépio”, exalta.

Texto originalmente publicado em: VivaRocinha.org

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top