Sonhos incompletos

Crianças do balé  do projeto "Na Ponta dos Pés” - Foto: Betinho Casas Novas

Tuany Nascimento, de 20 anos criou em 2012 o projeto intitulado “Na Ponta dos Pés”, quando resolveu dar aulas de Ballet em sua comunidade, Morro do Adeus – Complexo do Alemão.

Publicamos em outubro de 2013, a história de tuany e as dificuldades que encontrava para continuar com o projeto que acontecia em uma sala na associação de moradores do morro do adeus, esta publicação chamou atenção de outros veículos de comunicação e proporcionaram um encontro, com a ilustre Ana Botafogo, primeira bailarina do Teatro municipal do Rio de Janeiro. Com a grande repercução do caso, a bailarina se sensibilizou com a história das meninas que não tinham os materiais necessários para a prática do ballet, e junto com outros parceiros como o Ceasa acabou por fazer doações ao projeto. Doações de Sapatilhas , roupas e 6 mil reais para ajudar a organização do projeto. Entre as autoridades presentes no local estavam o presidente do Ceasa Leonardo Brandão, e o Coronel da Polícia Militar e comandante das UPPs Frederico Caldas.

Entretanto, passados quase um ano do ocorrido, a doação do 6 mil reais simplesmente sumiu sem explicação ou precedente, nossa equipe entrou em contato com Tuany para que ela explicasse melhor a situação, ela disse: “Então, a verba que entrou na conta da Associação dos Moradores do Adeus, que é o local onde acontecem as aulas simplesmente desapareceu”.

O que faz toda a história ficar mais estranha é que algumas instalações da associação foram reformadas após o recebimento do dinheiro, porém a Presidente da associação Danusia afirmou que as reformas foram feitas com dinheiro de associados.

Então esse caso permanece sem resposta e pior, com o sofrimento de Tuany e das garotas do ballet que não puderam ter a estrutura melhorada e reformada como o prometido. Ainda complementando a história Tuany disse: “Ela (a presidente da associação Danusia) agora veio com a desculpa que a conta da Associação foi bloqueada, e nós continuamos sem as melhorias”.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top