Turismo especializado em israelenses no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo

Foto: Christian Rodrigues/Voz das Comunidades

Luís Fernando é guia turístico e faz sucesso com grupos de turistas de Israel

Luís Fernando de Souza Lourenço trabalha há dois anos como guia turístico na comunidade do PPG, onde nasceu e mora atualmente, depois de ter passado um período fora. Ele é especialista em atender turistas israelenses justamente porque, nesse período, viveu em Israel por 13 anos.

Luís Fernando é dançarino e sua primeira viagem internacional foi com a escola de samba Beija-Flor, quando a Pinah dançou com o Príncipe Charles, em 1978. A viagem seguinte foi quando o boxeador Maguila enfrentou Evander Holyfield, em Las Vegas. Daí em diante, Fernando começou a desempenhar um trabalho independente, indo para Espanha, França, Itália, Holanda e Bélgica, até chegar a Israel, onde permaneceu de 1993 até 2006.

Quando voltou ao Brasil, ele já estava na casa dos cinquenta anos e se viu impossibilitado de continuar a exercer atividades relacionadas à dança. Tirou proveito dos idiomas – espanhol, russo, um pouco de hebraico e inglês – que aprendeu ao longo da sua trajetória e decidiu ser guia turístico na sua comunidade. Bagagem cultural não lhe falta para atender os turistas; bom humor, também não.

Um dos lugares para onde Fernando leva os grupos de turistas na comunidade é o “Jardim Porta do Céu”. Ele conta: “Antigamente esse espaço era um depósito de lixo, e um rapaz que se chama Júlio começou a limpar e transformar em um ponto turístico; isso aqui, hoje em dia, é um bar” – explica, apontando para uma casinha de madeira rodeada de plantas decorativas. Lá, a vista da praia de Copacabana é deslumbrante.

Durante a alta temporada – que começa em outubro –, o guia turístico já chegou a subir a comunidade com 67 israelenses de uma vez. O menor grupo foi de 10 pessoas. Às vezes, faz dois passeios por dia. Quando há um grupo grande, ele chama garotos da comunidade para ajudá-lo. Assim, além de garantir o seu sustento, Fernando ajuda a comunidade a conhecer o mundo, e o mundo a conhecer a comunidade.

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top