Voz da Arte: E essa “Realidade nua e crua”… “Quanto pesa?”

Foto: Andre Rola Fotografia

A coluna Voz da Arte de maio destaca lançamentos no campo da música e da poesia. O primeiro destaque vai para a música de Luciane Dom, de nome “Quanto Pesa?”, que pode ser encontrada em seu canal do YouTube e faz parte do disco “Liberte Esse Banzo”, que foi lançado no último dia 08 de junho. Luciane tem 28 anos, é moradora do Bairro Carioca, em Triagem, na zona norte do Rio de Janeiro. Quer acompanhar o trabalho da artista de perto? Não deixe de se inscrever em seu canal e, além disso, siga nas redes sociais:

Página do Facebook: Luciane Dom
Instagram: @lucianedom

E temos mais música nova na pista! Me refiro ao som novo do Nunes, do selo 360k Estúdio. O nome da música é “Meczada”. Confira agora: Ele mora na favela do Gato, em Gradim, São Gonçalo e tem 22 anos.

Siga nas redes!

Facebook: Nunes Vandal
Instagram: @thelifeofnunes

Do mesmo selo 360k Estúdio, em maio teve música nova do CH “Seja Natural” com participação do Lil Vinci’, disponível no canal do YouTube do artista. CH tem 20 anos e é morador do complexo de favelas do Jóquei, Jockey Club, em São Gonçalo. Acompanhe nas redes:

Facebook: Christian Sena
Instagram: @mcchjk

Para finalizar, a coluna Voz da Arte de maio destaca a poesia do Zack, de título “Realidade nua e crua”:

Sangue eu vejo nas ruas
De quem eu não eu sei
Porém na favela, mais uma morte, de pessoas inocentes
As carnes cruas, essas talvez, não sejam as suas
Entretanto, o sistema joga sujo, a polícia, na sua virtude, mostra que ela nunca muda

Humildemente vos falo que aqui tem beleza
O bagulho é doido, mas aqui a gente mostra a nossa riqueza
Quem toma porrada sempre é o favelado
A corda sempre puxa para o lado mais fraco
Eis aqui o sangue de mais um pobre aqui é jorrado

Papum papum, tiro eu ouço de casa
Gritos e mais gritos eu ouço na quebrada
Desespero toma conta, ai meu deus mais barricadas
Me deixem, me deixem viver feliz no local onde cresci
Aqui eu moro, local que sempre me fez sorrir

Se liga no bagulho, como diz capitão nascimento – o sistema é foda
Presidentes, governadores, senadores, deputados e toda corja, é o lado mais forte da corda
Como sempre, nada fizeram pelos moradores da favela
Por isso eu digo, o barulho da sirene é o sinal, corram todos, mortes virão na nossa reta.

A letra pode ser encontrada na página do Zack, Rap Do Terceiro Mundo. Ele tem 25 anos e é morador de Parada de Lucas, zona norte do Rio de Janeiro. Contatos podem ser feitos via:

Facebook: Zack De La Rocha Torres

A favela está produzindo e é sempre bom lembrar que, nela, existe muito mais do que violência.

Voz da arte

Voz da arte

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top