Difícil Missão – Poesia – Por: JP Claret

Mártires brasileiros
Donde há tantos celeiros
E inumeráveis fazendeiros
Eis que há ao mundo inteiro
De mostrar a graça do guerreiro
E forte povo brasileiro…

Inda que enganado
E em corrupção banhado
Do primeiro ao último Estado…
Sei que há quem tenha lutado
com orgulho no apaixonado
Peito pobre e desamparado
Pelo governo mudo e calado…

Há bela e exuberante natureza
Que enfeita as terras de beleza
E faz do solo uma nobreza
E só o herda a realeza.
E há políticos tão desonestos
Que reduz a pátria a restos
Fazem de crimes intermináveis processos
E da educação ilusões sem acessos

Faz do gigante o tombo do foro
E da criança o motivo do choro
De si próprios, do choro dos pais.
Do Próprio futuro, o choro de um país.
E do Brasil, uma nação por um triz…
E do povo, uma nação infeliz…
Da esperança… o que não condiz
E do Cristo Redentor… monumental cicatriz
A abençoar uma nação meretriz!

JP Claret.


Sobre o autor:

11226059_919199861489935_9194135250296814813_nMe chamo João Pedro Dornelles Claret, tenho 21 anos e sou estudante de Direito da Universidade Federal do Tocantins, fundador da Web-page Brasil Intelecto que reúne um grupo de jovens de destaque no intuito de difundir conhecimento e cultura. Além de músico, também sou poeta com minha obra ¨Etapas do Viver¨ prestes a ser publicada.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top