Seleção feminina empolga na estreia da Copa do Mundo 2019

Seleção chegou ao estádio cantando música contra o preconceito enfrentado pelas mulheres no futebol

Seleção feminina empolga na estreia da Copa do Mundo 2019

Fotos: CBF

A estreia da seleção brasileira de futebol feminino lotou o estádio dos Alpes, na França e no seu primeiro jogo, a nossa seleção não fez feio e venceu as  jamaicanas por 3X0. O destaque do time foi a atacante Cristiane, a qual nos primeiros 15 minutos de jogo marcou o primeiro gol. Foi um jogão repleto de emoções, teve pênalti perdido, chances reais de gol da jamaica e várias chances para um quarto gol brasileiro.

A torcida brasileira pode ficar orgulhosa do time. Mesmo sem o maior nome do futebol brasileiro em campo, Marta, que se recupera de uma contusão, as meninas deram um show. O pênalti perdido por Andressa, camisa 7, não fez falta no placar folgado imposto nas jamaicanas. A camisa 11, Cristiane, fez todos os três gols da partida, sendo o primeiro com uma cabeçada firme, o segundo por estar bem colocada na pequena área e o terceiro foi resultado de uma boa cobrança de falta.

Apesar da vitória brasileira (3X0), a seleção não é a favorita para ganhar o título. As Estadunidenses são as atuais campeãs e vem com tudo para tentar conquistar o tetra. Já as francesas tem o melhor campeonato nacional e estão em casa.

Essa é apenas a oitava edição do mundial, mas a expectativa da FIFA é que seja a de maior repercussão já que, mesmo antes do início do torneio, os ingressos para o primeiro e último jogo já haviam se esgotado. Além disso, a previsão é que mais de 1 bilhão de telespectadores assistam aos jogos ao redor do mundo.

Uma vitória não só da seleção, mas das mulheres

A visibilidade do futebol feminino abre portas para meninas que sonham se tornar atletas desse esporte. Somente em 1983 o esporte se tornou oficial para o governo brasileiro, na medida em que a prática dessa modalidade por mulheres tenha sido proibida no Brasil, em 1941 e essa lei só tenha sido revogada em 1979. Dessa forma, cada jogo é uma exibição de representatividade feminina.

Por isso, as jogadoras desceram do ônibus cantando a música Jogadeira, composta pelas também jogadoras Cacau e Gabi Kivitz, do Corinthians. A letra da música fala do preconceito enfrentado pelas mulheres que jogam futebol no Brasil. E ao ser entrevistada por um canal de TV, a autora dos três gols do jogo cantou o trecho: “qual é? qual é? Futebol não é para mulher. Eu vou mostrar para você mané, joga a bola no meu pé.”

A comunidade já pode organizar o churrasco para o próximo jogo da seleção, já que dia 13/06, quinta-feira, 13h as canarinhas entram mais uma vez em campo. As atletas estão em primeiro no Grupo C, com três pontos, e um gol a mais que o segunda colocada. Enquanto, a Itália, também com três pontos ganhou por 2X0 da Austrália, seleção que enfrentará o Brasil na quinta.  

Deixe comentário