Jovem de 38 anos morre baleada na porta de casa enquanto conversava com vizinhos

11024788_454811788017364_6241890156393877357_n

Vanessa chegou a ser socorrida por policias da UPP Alemão, mas não resistiu aos ferimentos

Com apenas 38 anos de idade, a jovem Vanessa Aparecida Abcassis foi baleada na tarde desta quinta (19) durante uma intensa troca de tiros no Morro do Alemão, no Complexo. A vitima estava no portão de casa conversando com vizinhos, quando foi supreendida com uma bala perdida que atingiu sua barriga. Ela foi rapidamente levada por policiais da UPP Alemão para a UPA (Uunidade de Pronto Atendimento) da Estrada do Itararé, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade.

Já somam 78 dias com tiros no Complexo do Alemão, ou seja, não teve um dia deste ano de 2015 em que não ouvimos o barulho da guerra.  Somando a morte de Vanessa Aparecida, chega em 17 o número de moradores baleados, sendo 6 mortos; 9 policiais militares baleados e 1 morto.

Após a morte de Vanessa, nas redes sociais, moradores alertavam a continuidade de tiroteio em diversas partes do conjunto de favelas do Alemão.  

2014 foi o ano mais violento no Com plexo do Alemão desde a ocupação da polícia em 2010

Desde o início do ano de 2014 cerca de 27 moradores foram baleados nas favelas do Alemão, dentre elas, treze ficaram feridas, atendidas em hospitais, pontos médicos e liberadas em seguidas, e quatorze delas morreram.

manifestacoes_no_alemao

Somente no início do mês de outubro doze pessoas foram baleadas nas favelas do alemão. Das doze pessoas, três morreram, duas foram encontradas mortas em uma rua na fazendinha, e um, morto em um roteio na comunidade da sabino. Das doze vítimas, nove sobreviveram aos tiros, três policiais militares, e seis moradores da comunidade. Dos seis, quatro delas foram baleadas na mesma noite dentro da ocupação da antiga Fábrica de Plástico Tuffy Habib. A antiga fábrica é ocupada por populares desde março desse ano, cerca de duas mil pessoas vivem no local.

moradores_mortos_e_feridos_grafico

A violência aterrorizou os moradores do Alemão, residências permaneciam fechadas, lojas e casas com placas de “vende-se”, o complexo do alemão era palco de uma das maiores guerras sendo televisionada mundialmente, o clima de tensão permanecia no dia a dia dos moradores.

O terror atingiram a todos, Militares, moradores, comerciantes e visitantes. Só em 2014, 46 Policiais Militares foram baleados em ação no alemão. Destes, três foram mortos e dezenove feridos.

grafico_dos_policias_mortos

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]