Motorista morto com vereadora no centro do Rio era morador do Alemão

xanderson.jpg.pagespeed.ic.MMftzKRX2r

O motorista foi assassinado dentro do carro com a vereadora Marielle Franco (PSOL)

Anderson Pedro Gomes, de 39 anos, que trabalhava para a vereadora Marielle Franco (PSOL), era visto como “um pai muito amoroso” e “um marido maravilhoso” por sua família. A viúva dele, Ágatha Arnaus Reis, 27 anos, afirmou, em entrevista ao “Bom Dia Rio”, da TV Globo, que ainda está sendo difícil aceitar o que aconteceu. Segundo informações, Anderson nasceu e morou na comunidade da Fazendinha, interior do Complexo do Alemão. Anderson fazia bico de motorista com a vereadora, para sustentar a família, segundo conta a esposa Ágatha Arnaus Reis.

O motorista foi atingido por pelo menos três tiros na lateral das costas, enquanto Marielle foi assassinada com cinco tiros na cabeça. Nenhum pertence foi levado. A principal linha de investigação é de execução. Ele deixa um filho e uma esposa.

Um ato em homenagem ao motorista e a vereadora será está sendo realizado neste momento na câmara dos vereadores no centro do Rio.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]