Mulher morre após ser baleada no Complexo do Alemão

grande brano

A vitima foi atingida por um tiro nas costas no campo do seu zé, parte interna do Alemão

GUERRA – Intensa troca de tiros no Alemão acabou deixando vitimas na noite deste domingo (19).

Uma moradora de uma das 13 comunidades do Alemão, foi atingida enquanto ia para sua casa na comunidade da Fazendinha, Alemão. Roseli dos Santos de Jesus, 31 anos, foi atingida por um tiro nas costas, próximo de sua residência, por volta das 18h. Roseli chegou a ser socorrida pelos moradores para o UPA, mas chegou sem vida na unidade. A troca de tiros ainda seguia intensa na região, logo após a noticia de uma moradora baleada no interior da comunidade, pelas redes sociais, surgia a informação de mais uma pessoa baleada. Se tratava de um jovem de 19 anos, que segundo informações de policiais, teria sido atingido na mesma comunidade. Ele teria sido levado para a UPA do Alemão e transferido para o Hospital em seguida. Vias de acesso ao Alemão foram reforçados pelos homens do Choque com auxilio de dois carros blindados e motocicletas. Os agentes chegaram a entrar no interior da comunidade, onde os dois baleados foram atingidos hoje.

ATAQUE A BASE DA UPP

Segundo informações pelas redes sociais de moradores da comunidade da Fazendinha, local onde as duas pessoas foram baleadas e mortas na note de hoje, um conteiner da Upp Fazendinha teria sido apedrejado por moradores em protesto pela morte de Roseli de Jesus na noite de hoje no local. As informações foram passadas por moradores locais. Solicitamos nota de imprensa da Coordenadoria de Policia Pacificadora (CPP) e até o momento não obtivemos respostas sobre o ocorrido.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]