Reivindicando justiça e direito à vida, moradores protestam morte de Kathlen Romeu no Lins

A manifestação ocorreu na Rua do Lins de Vasconcelos, 623, na tarde desta quarta-feira
WhatsApp Image 2021-06-09 at 17.51.50

Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

A tarde desta quarta-feira (09) foi marcada por protestos e reivindicações de justiça na comunidade de Lins de Vasconcelos, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Após a morte de Kathlen Romeu, de 24 anos, que recebeu um disparo de arma de fogo durante uma operação policial da Unidade de Polícia Pacificadora na última terça-feira, na Vila Cabuçu, os moradores da região e ativistas das proximidades organizaram a manifestação Complexo do Lins Quer Viver – Ato Justiça por Kathlen. A iniciativa aconteceu na Rua Lins de Vasconcelos, 623, em frente a Light.

Moradores e ativistas reivindicam justiça e direito à vida na comunidade do Lins. Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades.


Kathlen Romeu trabalhava como decoradora de interiores e também atuava no ramo da moda. Atingida por um disparo de arma de fogo enquanto pretendia visitar um parente na comunidade de Lins, a jovem estava grávida de 14 semanas. De acordo com o levantamento do Fogo Cruzado, uma plataforma digital colaborativa que registra dados de violência armada no Rio de Janeiro e Recife, das 681 mulheres atingidas por disparos de armas de fogo nos últimos quatro anos, 258 morreram. Quinze das baleadas estavam grávidas e oito morreram.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]