Da comunidade para o Mundo: Conheça a história do Eddu Grau

Edu Grau é músico autodidata, carioca, nascido e criado nas vielas do Complexo do Alemão e conheceu a música ainda criança durante os intervalos do recreio na Escola Municipal Lauro

Edu Grau é músico autodidata, carioca, nascido e criado nas vielas do Complexo do Alemão e conheceu a música ainda criança durante os intervalos do recreio na Escola Municipal Lauro Sodré quando os amigos de classe se reuniam para fazer batuque de funk e samba no pátio.

Ainda bem novo ganhou o primeiro violão do pai e aprimorou o gosto pela música com as aulas de flauta doce ministradas na escola. Foi no Nordeste aos 15 anos quando seus pais o mandaram para a casa dos avôs em João Pessoa no Estado da Paraíba para livrá-lo das influências do crime que o músico aprendeu e dominou o instrumento e conheceu a Música Popular Brasileira em geral. Lá Edu apurou o gosto pela música com a ajuda de seu Isaías um exímio autodidata muito disposto a repassar seus conhecimentos genuínos e independentes sobre alguns instrumentos principalmente o violão.

Edu dividiu seu tempo entre a música à escola e o trabalho. Ajudou seu pai no bar da família aplicou Insulfilm em carros foi marceneiro Office boy e auxiliar administrativo.

Aos 15 anos Edu compôs sua primeira canção daí pra frente não parou mais. Trabalhou durante anos com o amigo de longa data Mc Sapão onde se conheceram por volta de seus 14 anos de idade no Complexo do Alemão onde compuseram várias canções entre elas a música Moleque Chapa Quente.

O som de Edu é conhecido pelas esquinas do complexo através do popular boca-a-boca. Suas letras e rimas agradam a todos os moradores da comunidade sem distinções já que suas composições são basicamente sobre o cotidiano dos morros de uma maneira imparcial sem levantar bandeiras pelo certo ou o errado. O cantor e compositor Eddu grau lança seu primeiro cd pretendendo revelar seu grande talento musical e suas composições. Além da irreverência do samba da função social do rap

Edu acrescenta em sua mistura uma pitada da tranquilidade suingada do reggae baladas românticas, hip hop e a batida pesada do funk carioca, estilo presente no seu som que é natural do Rio de Janeiro A música carro-chefe de seu cardápio musical é a composição Caminhão Sem Freio, música regravada de uma antiga banda também do Complexo do Alemão chamada A Boca, esta música relata o cotidiano e as situações vividas por quem mora nas comunidades, sob as batidas do hip hop com algumas intromissões do funk carioca, o que ficou muito interessante.

Deixe comentário