Após mais de 10 anos, autoridades públicas projetam inícios de obras dos conjuntos habitacionais da Itaóca

De acordo com o Secretário Estadual de Infraestrutura e Habitação, estima-se que o custeio esteja em torno de R$168 milhões e pode acontecer no próximo ano

Após mais de 10 anos, autoridades públicas projetam inícios de obras dos conjuntos habitacionais da Itaóca

Através das suas redes sociais, o vereador Luciano Medeiros (PL) anunciou na última sexta-feira (15) que, em 2 meses, haverá regularização dos Conjuntos Acácias e Palmeiras, que ficam na Estrada do Itararé, Complexo do Alemão. O vereador ainda informou que em 2022 serão iniciadas as obras de construção dos conjuntos habitacionais de Itaóca.

Em menos de 30 dias à frente do cargo de vereador da cidade do Rio de Janeiro, Luciano Medeiros já vem atuando em algumas demandas importantes dos moradores do Complexo do Alemão. Duas destas inúmeras estão relacionadas à moradia no Complexo do Alemão.

A primeira, em reunião com a Presidente da RioTur, Daniele Maia, foi informado que haverá a regularização fundiária de imóveis do Complexo do Alemão e adjacências (de modo a garantir o direito social à moradia). A secretária municipal em breve dará mais informações a respeito dos critérios e início desse serviço.

Foto: Reprodução

Promessa refeita

A segunda, e tão esperada demanda anunciada, é as das obras dos conjuntos habitacionais de Itaóca que, após mais de 10 anos, finalmente terão início. O Secretário Estadual de Infraestrutura e Habitação, Bruno Kazuhiro, foi contatado para auxiliar e agilizar este processo. Segundo ele, a obra de R$168 milhões pode acontecer no próximo ano, em 2022. O programa que previa beneficiar mais de 120 mil pessoas abandonou boa parte dos moradores do Alemão.

Em 2015, famílias que foram retiradas da comunidade conhecida como “Favelinha da Skol” 
 Foto: Betinho Casas Novas / Voz das Comunidades

Nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), unidades habitacionais foram construídas para abrigar moradores removidos para a construção do teleférico. Os conjuntos ficam localizados no Entorno 1 (Avenida Itaóca, 1.174), no Entorno 2 (Avenida Itaóca, 1.833), no Morro do Adeus, na Poesi (Estrada do Itararé, em Ramos) e na Área do Gás (Heliogás). Apesar disso, muitas famílias do Complexo do Alemão até hoje ainda aguardam por moradias.