Correspondências não chegam em localidades do Alemão

Há cerca de um mês correspondências não são entregues em localidades do Alemão por causa da redução de funcionários dos Correios

Correspondências não chegam em localidades do Alemão

Redução de agentes dos Correios causa dificuldades para moradores

Diversos presidentes de associações de moradores do conjunto de favelas do Alemão, dentre eles das associações de moradores da Grota, Palmeiras, Fazendinha e Alvorada, relatam estar há cerca de um mês sem receber correspondências em suas localidades. O motivo seria a diminuição de funcionários dos Correios.

Em tempos de isolamento social, muitos moradores do Alemão estão sem conseguir pagar as contas e tendo atrasos no pagamento de boletos. Além de gastar dinheiro fazendo impressões não ser uma opção para quem está sobrevivendo apenas com o auxílio emergencial, nem todos têm como obter suas faturas online, por computador ou celular, ou mesmo acesso fácil à internet.

“Temos que consultar pela lotérica usando o CPF, é complicado pois as lotéricas estão cheias e os correios fechados e quando não estão fechados, estão cheios também”, explica Juliana Sousa, moradora da Rua Régio, no Morro do Adeus.

Juliana ainda conta que as apostilas pedagógicas dos alunos do estado, que viriam pelo correio, segundo a coordenadoria do C.E Jornalista Tim Lopes, também não estão chegando para todos os alunos, por conta dessa não entrega das correspondências. Juliana ainda conta que as apostilas pedagógicas dos alunos do estado, que viriam pelo correio, segundo a coordenadoria do C.E Jornalista Tim Lopes, também não estão chegando para todos os alunos, por conta dessa não entrega das correspondências.

Renato Santos é o presidente da Associação dos Moradores da Alvorada. Foto: arquivo

Renato Santos, presidente da associação da Alvorada chegou a ir na agência dos Correios, localizada na Estrada do Itararé, uma das que atendem ao Complexo do Alemão, e foi informado pelo segurança da agência que 35 carteiros estão de licença.

Em nota de esclarecimento aos ocorridos ao Voz das Comunidades, os Correios informaram que: “Em atenção à sua manifestação, informamos que, devido às medidas adotadas pelos Correios para proteger seus empregados da COVID19, nossa equipe de atendimento está reduzida. Por esse motivo, poderá ocorrer demora no atendimento da sua demanda, que será respondida tão logo seja possível. Comunicamos que a empresa, em respeito aos clientes, aos empregados e à sociedade, trabalha com o compromisso de regularizar possíveis transtornos no menor prazo, para minimizar os impactos da pandemia em suas atividades”.